Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Mateus da Luz, de 21 anos, confessou os maus-tratos contra a avó Maria Stella Vanconcellos da Silva, de 76 anos. Câmeras do elevador e dos corredores de um prédio no Leblon, no Rio de Janeiro, onde residiam, flagraram as agressões.

Mateus da Luz, de 21 anos, confessou os maus-tratos contra a avó Maria Stella Vanconcellos da Silva, de 76 anos. Câmeras do elevador e dos corredores de um prédio no Leblon, no Rio de Janeiro, onde residiam, flagraram as agressões.

“Ela se sentia culpada pelas agressões e temia represálias, caso ambos retornassem à mesma residência”, disse o delegado. Apesar da tentativa de Stella, o próprio neto confessou que praticava os atos e culpou a avó, por não lhe dar apoio financeiro. Ele contou, inclusive, que apagava cigarros na pele da idosa.

“A versão da idosa não é fidedigna. Há nítido intuito de inocentar o neto, não por má-fé, mas, sim, por grande temor e por uma falsa percepção dos fatos, gerada por uma sensação de culpa, imposta pelo próprio autor”, destacou Santoro.

O caso ocorreu na quinta-feira (19/11). Mateus é filho de criação de Maria Stella e possui registros de delitos em sua ficha. Além de ter agredido a avó, ele também bateu na própria mãe no ano passado.

O delegado contou que novas diligências serão realizadas para apurar melhor o caso. “Chamaremos porteiros e moradores para melhor esclarecimento dos fatos. A vítima prestará um novo depoimento que, desta vez, contará com acompanhamento psicológico”.

Ele explicou que órgãos de proteção à mulher e ao idoso foram acionados para dar suporte assistencial e psicológico a Maria Stella. (Metrópoles)