Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Um menino, de 10 anos, matou o primo, de 9 anos, com um tiro enquanto brincavam em Betim (MG). De acordo com a Polícia Civil, a tia do menino, de 29 anos, foi indiciada por homicídio culposo, posse ilegal de arma de fogo e omissão de cautela na guarda da arma. As informações são do jornal O Tempo.

Conforme as investigações, os meninos estavam passando alguns dias na casa da tia, quando acharam as armas (um revólver calibre 38 e uma pistola 40) no dia 18 de novembro dentro do sofá, enquanto a mulher dormia. Os armamentos estavam carregados e tinham as numerações raspadas.

Segundo a polícia, os menino brincaram com as armas e as guardaram novamente dentro do sofá. No dia seguinte, a mulher saiu para uma consulta médica e deixou as crianças aos cuidados de uma adolescente de 16 anos.

As crianças pegaram as armas novamente enquanto a adolescente tomava banho, momento em que o mais velho acabou atirando no primo. A criança foi atingida nas costas. Após o acidente, o menino guardou as armas no sofá e chamou a adolescente. O socorro foi acionado, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.

Tia fugiu

Ainda de acordo com a polícia, após saber do ocorrido a tia das crianças fugiu e só foi intimada pela polícia cerca de 30 dias após o crime. Em depoimento, a mulher contou que as armas eram do ex-companheiro dela, que foi assassinado em abril deste ano. Ela informou ainda que não sabia que o armamento estava na casa.

No entanto, as investigações apontam que a mulher tinha conhecimento sobre a localização das armas. “O sofá ficava no centro da casa, ali na sala, e essas armas estavam na frente do sofá, na parte de baixo. Era só levantar um pano, que as crianças tinham acesso às armas”, detalha.

O delegado Otávio de Carvalho, da Delegacia de Homicídios de Betim, informou ainda que por ter menos de 12 anos a criança não irá responder pelo fato. A tia dos meninos não foi presa. (IstoÉ)