Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

O Governo de São Paulo divulgou, em reunião virtual realizada nesta quarta-feira (06) com a participação de prefeitos do estado, detalhes do processo de imunização contra a covid-19. Segundo o anúncio, a vacina será aplicada nos cidadãos de segunda a sexta, das 7h às 22h, e de 7h às 17h aos sábados, domingos e feriados.

A data de início da vacinação prevista continua sendo no dia 25 de janeiro e a previsão é vacinar 9 milhões até março.

Nesta quarta-feira (06) o Instituto Butantan se reúne com à Anvisa para tratar sobre a CoronaVac. A divulgação da eficácia da vacina e o pedido de uso emergencial, no entanto, deverão ser feitos apenas amanhã, dia 7.

De acordo com o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, os 5.200 postos de vacinação já existentes nas cidades do estado deverá ser ampliado para 10 mil. Para isso, serão utilizadas escolas, estações de trem, terminais de ônibus, farmácias e quartéis da PM. Também haverá o esquema drive-thru para que as pessoas sejam vacinadas sem precisar sair do carro.

Grupo prioritário

Nesta primeira fase de vacinação, serão utilizadas 18 milhões de doses que vão imunizar 9 milhões de pessoas (duas doses). Serão priorizados os profissionais da saúde, idosos acima dos 60 anos, indígenas e quilombolas.

Gorinchteyn lembrou que os trabalhadores da área da saúde são médicos, enfermeiros e toda população que trabalha dentro das unidades hospitalares.

Veja abaixo o cronograma:

– Trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas: 25 de janeiro – primeira dose / 15 de fevereiro – segunda dose

– Idosos acima dos 75 anos: 8 de fevereiro – primeira dose / 1º de março – segunda dose

– Idosos de 70 a 74 anos: 15 de fevereiro – primeira dose / 8 de março – segunda dose

– Idosos de 65 anos a 69 anos: 22 de fevereiro – primeira dose / 15 de março – segunda dose

– Idosos de 60 a 64 anos: 1º março – primeira dose/ 22 de março – segunda dose

Catraca Livre