Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Em agenda em São Simão (GO), no início da tarde desta quinta-feira (4/3), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar governadores e prefeitos, devido a decretos estaduais que estabelecem medidas como fechamento do comércio e restrição da circulação de pessoas, para conter a disseminação da Covid-19.

O mandatário da República elogiava trabalhadores rurais por não terem ficado em casa, quando cobrou que a população “enfrente os problemas”.

“Vocês [produtores rurais] não ficaram em casa, não se acovardaram. E nós temos que enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura, mimimi. Vão ficar chorando até quando? Temos que enfrentar os problemas. Respeitar, obviamente, os mais idosos, e aqueles que têm doenças, comorbidades. Mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”, disse Bolsonaro.

Veja o vídeo:

Na quarta-feira (3/3), o país registrou 1.910 óbitos causados pela Covid-19, o maior número desde o início da pandemia. Foram registradas 71.704 novas infecções de coronavírus, segundo balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, o Brasil já perdeu 259.271 vidas para a doença e computou 10.718.630 casos de contaminação.

Metrópoles