Reprodução/Facebook

‘Era festa, mas virou suicídio’, diz mãe de jovem intubado com covid

O jovem frequentava festas constantemente e a mãe também foi diagnosticada positiva para o novo coronavírus

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

‘Era uma festa, mas virou suicídio’, afirmou  Maria de Lourdes, de 56 anos, mãe de um jovem, de 31 anos, intubado com covid-19, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI)  do Hospital Municipal da Brasilândia, zona norte da capital paulista. As informações são do portal UOL.

“Ele saía. Eu não tenho orgulho de dizer, mas ele saía para essas festas, bailes, que têm na comunidade. Não pode, né? Mas você já viu segurar homem com o próprio dinheiro?”, conta a vendedora, que, “com vergonha”, afirmou a mãe que pediu para o nome do filho não ser divulgado.

Maria de Lurdes, que também teve diagnóstico positivo para covid-19, mas com sintomas leves, contou que seu filho é frentista em um posto de gasolina e por ser um seviço essencial, ele foi ao trabalho durante toda a pandemia.

Ainda segundo a mãe, o jovem dizia, antes da internação, que havia contraído covid-19 no trabalho, mas que ela tinha ‘certeza’ de que foi em uma das festas que o filho frequentou.

“A gente avisa. Eu falava dos casos na televisão, mas não tinha jeito. Ele ia para essas festas no final de semana. E tem de tudo, né? Bebida, mulheres, muita gente. Os moradores da comunidade odeiam. A gente já tinha medo antes, com esse vírus ficou pior. Era uma festa, mas virou suicídio”, afirmou a mãe do jovem internado na UTI com covid-19.

Nesta quarta-feira, 10, o estado de São Paulo registrou também 517 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24h, além de 16.058 novos casos confirmados da doença. A média diária de mortes por Covid-19 no estado foi de 313 óbitos, recorde pelo terceiro dia seguido.

Também nesta quarta-feira, subiu para 38 o número de pacientes com covid-19 que morreram na fila de espera por leitos de UTI.

Fonte: Catracalivre