Reprodução

Mulher de 47 anos morre após acidente em treino funcional

Duda Vervoelt fraturou a coluna cervical quando realizava o exercício pistol. O caso ocorreu no Espírito Santo

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Uma mulher, de 47 anos, que participava de treinos de crossfit com frequência, morreu após ficar 17 dias internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O caso ocorreu em Linhares (ES). Antes de ser internada, a vítima Duda Vervoelt havia fraturado a coluna devido a um acidente durante um treino.

De acordo com nota divulgada pela academia My Box Linhares, a aluna estava praticando o movimento chamado pistol, que consiste em apoiar em duas caixas enquanto executa um agachamento. A ideia do movimento é que o corpo humano se assemelhe ao desenho de uma pistola.

Segundo a academia, na hora de fazer o movimento, a aluna separou as caixas, utilizando apenas uma delas, quando caiu, bateu a cabeça no chão e uma vértebra saiu do lugar.

Duda sentiu dores imediatamente e perdeu a sensibilidade. O acidente ocorreu no dia 22 de fevereiro. Após ser socorrida, a mulher foi operada e, no mesmo dia, teve uma parada cardiorrespiratória e precisou ser entubada, depois de apresentar complicações do pós-cirúrgico .

Duda não resistiu e morreu no último sábado (6/3). Ela era dona de casa e ajudava as filhas, Jéssica e Talita, no salão de beleza da família.

Em nota, o Conselho Regional de Educação Física informou que abrirá uma sindicância para apurar a conduta ético-profissional dos envolvidos: “Nos solidarizamos pela dor da perda da família e amigos e prestamos apoio a empresa e aos profissionais envolvidos neste triste acidente”. Destacou ainda que os funcionários da academia são registrados no conselho.

Fonte: Metropoles