Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), autorizou, nesta quinta-feira, 1º, a retomada das aulas presenciais na rede pública e privada da capital paulista a partir do dia 12 de abril.

A condição para que a data se mantenha é que não seja prorrogada a fase emergencial do plano São Paulo do governo do estado.

A informação foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Município.

O governo de São Paulo prorrogou a fase emergencial do Plano São Paulo até o dia 11 de abril, inicialmente ela iria até o dia 28 de março. Na fase emergencial todos os serviços não essenciais ficam fechados e há uma espécie de toque de recolher a partir das 20h.

Durante a fase emergencial, as escolas ficam autorizadas a receber os alunos que necessitarem de alimentação escolar, diz o texto.

A suspensão das aulas presenciais foi anunciada pelo prefeito no último dia 12 de março. A medida foi tomada diante do aumento exponencial das internações e óbitos causados pela covid-19 na cidade, que levaram o sistema de saúde, tanto público quanto privado ao colapso.

Catraca Livre