Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Nesta sexta-feira (16), parlamentares ligados ao Movimento Brasil Livre (MBL) invadiram o Pronto Socorro em hospital de Guarulhos e tentaram acessar – à força – a área restrita do hospital para atendimento a casos graves de COVID-19, onde é permitida apenas a circulação de profissionais de saúde, promovendo aglomeração e risco à equipe e aos pacientes da ala.

A Secretária da Saúde de São Paulo compartilhou as imagens nas redes sociais junto a uma nota de repúdio.

“A conduta destoa do que é esperado de autoridades públicas, que deveriam ser exemplo e zelar pela segurança da população, principalmente em tempos de crise sanitária global”, escreveu.

Confira abaixo na íntegra:

O Hospital Geral de Guarulhos foi palco de um episódio triste e lamentável nesta sexta-feira (16).

Parlamentares invadiram o Pronto Socorro e tentaram acessar – à força – a área restrita do hospital para atendimento a casos graves de COVID-19, onde é permitida apenas a circulação de profissionais de saúde, promovendo aglomeração e risco à equipe e aos pacientes da ala.

A conduta destoa do que é esperado de autoridades públicas, que deveriam ser exemplo e zelar pela segurança da população, principalmente em tempos de crise sanitária global.

s protocolos sanitários contra o coronavírus devem ser respeitados por todos os cidadãos, independente de sua posição, principalmente em serviços estaduais de saúde.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo está e sempre esteve à disposição das autoridades e da população de São Paulo, prezando pelo bom senso e diálogo, e lamenta que cenas como essas sejam realidade no momento em que todos vivemos.

O Hospital Geral de Guarulhos tem hoje 60 pacientes internados com quadros graves da COVID-19, sendo 27 em enfermaria e 33 em UTI, todos lutando para sobreviver ao triste impacto desta doença na vida de milhões de brasileiros.

Trata-se, portanto, de um ato de desrespeito não apenas com os profissionais da saúde que ali atuam, mas também com as vítimas da doença e seus familiares.

Assista:

Via DCM