Crédito: Reprodução/Twitter

Festa para 500 pessoas no Copacabana Palace gera revolta na web

Festa foi realizada em meio à pandemia do novo coronavírus; prefeitura diz que não encontrou irregularidades, mas web mostra tumulto e pessoas sem máscara

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Da Catraca Livre

Em meio à pandemia do novo coronavírus, que já vitimou, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 430 mil brasileiros, o Copacabana Palace, um dos mais luxuosos hotéis do Rio de Janeiro, reservou todos os salões para uma grande festa black tie com 500 convidados, que aconteceu na noite desta sexta-feira, 14.

Segundo informações do jornal Metrópoles, o evento é em comemoração ao aniversário do bicheiro Adilson Coutinho de Oliveira. Gusttavo Lima foi contratado para fazer um show, enquanto Alexandre Pires e Mumuzinho estariam na lista da promoter Carol Sampaio.

Nas redes sociais, há relatos de aglomeração e de pessoas sem máscara. A Vigilância Sanitária da Prefeitura do Rio vistoriou o local, mas diz que não encontrou irregularidade. O Copacabana Palace não foi multado ou interditado, segundo a Secretaria de Ordem Pública (Seop).

Um decreto publicado no Diário Oficial de 7 de maio, com validade até o dia 20 deste mês, permite festas de natureza não comercial. Em nota, o Copacabana Palace informou que cumpriu todas as exigências do decreto.

“O hotel reforça para seus contratantes externos que o comprometimento com as recomendações das autoridades é um pré-requisito para que os eventos aconteçam. Adotamos um protocolo de prevenção e combate à Covid-19 de acordo com as regras vigentes, de modo que a saúde e segurança de hóspedes, funcionários e clientes são nossa maior prioridade”, diz o texto.