Foto: Reprodução/Facebook/Grupo Tribuna

Doença silenciosa causa morte de criança durante brincadeira

Menino passou mal, foi socorrido, mas morreu cerca de 1 hora após dar entrada no hospital

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Nicollas Rafael, de 10 anos, morreu após ter um mal súbito durante uma brincadeira com os amigos em Cubatão, cidade em que morava na região metropolitana da Baixada Santista, interior de São Paulo. A família diz que o garoto não apresentava qualquer sinal de problema de saúde, porém, após sua morte foi descoberto que Nicollas sofria de uma doença silenciosa.

O diagnóstico obtido no dia seguinte da morte do menino apontou para miocardiopatia hipertrófica assimétrica, uma doença rara, que acabou causando uma insuficiência cardíaca e um edema agudo no pulmão, que causou acúmulo de líquido.

No dia em que Nicollas passou mal, os amigos ligaram para a família informando que o menino estava vomitando. Ele teria pedido água e desmaiado. Os familiares, ao perceberem que a situação era grave, encaminharam o menino para o hospital.

A criança chegou a dar entrada no pronto-socorro, mas morreu cerca de 1 hora depois.

Miocardiopatia hipertrófica assimétrica

A doença silenciosa afeta homens e mulheres, inclusive crianças. A patologia se caracteriza por uma uma hipertrofia (crescimento) da região septal do coração e implica na dificuldade de bombear sangue do coração para o restante do corpo.

Em muitos casos, essa condição não é diagnosticada porque geralmente a criança nasce com ela e não apresenta sintomas, como foi o caso de Nicollas.

Quando os sintomas aparecem, a pessoa costuma apresentar falta de ar, desmaios e dor no peito durante ou após esforço físico.

O diagnóstico pode feito a partir de um eletrocardiograma ou de testes genéticos.

Via Catraca Livre