U negativo: homem no Ceará tem tipo raro de sangue – Porto Alegre 24 horas

U negativo: homem no Ceará tem tipo raro de sangue

Doador há duas décadas, Gildásio faz parte de um grupo seleto de pessoas que doam somente por convocação para situações de emergência
Foto: Helene Santos/Governo do Ceará/Reprodução

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Um tipo extremamente raro de sangue faz de Gildásio da Silva Costa, de 41 anos, um doador especial. Embora doe sangue há 20 anos, há apenas quatro, ele descobriu que é portador do U negativo.

De acordo com a diretora de Hemoterapia do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceara (Hemoce), esse antígeno pertence ao grupo sanguíneo MNS e é um antígeno esperado em praticamente 100% da população.

“Pessoas que são U negativo podem desenvolver um anticorpo chamado anti-U que vai reagir com todos os doadores, com exceção dos doadores U negativo”, explica.

Por conta dessa característica rara, Gildásio faz parte de um grupo de doadores-chave que são convocados em situações de emergência.

“A gente que gosta de doar com frequência quer doar direto. Às vezes, eu encontro a médica e brinco que já tô doido pra doar sangue, mas ela pede pra eu aguardar”.

Após a descoberta do tipo raro, Gildásio já foi convocado doar sangue para atender pacientes até de outros estados.

A doação mais recente foi feita para salvar a vida de uma criança em Minas Gerais, a partir de um programa do Ministério da Saúde que busca doadores raros para pacientes específicos.

“A sensação de ajudar alguém que depende mais do que nunca de você é, acima de tudo, gratificante. Eu me sinto extremamente feliz e estou sempre à disposição para doar”, confirma.

Missão em dose dupla

Além de ser doador, Gildásio trabalha como motorista do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), levando bolsas de sangue doadas para as unidades de saúde.

“Nunca imaginei que eu ia trabalhar aqui. Um dia, eu estava no Hemoce como doador e, agora, eu estou aqui do outro lado, conhecendo todo o processo, vendo como o trabalho do Hemoce é valioso. Confesso que hoje me sinto até mais feliz em doar, porque sei como funcionam todas as etapas. Eu valorizei ainda mais a doação”, conta.

Critérios para doar sangue

Para se tornar um doador de sangue, é preciso cumprir alguns requisitos. Confira abaixo:

  • Estar saudável
  • Estar bem alimentado
  • Ter entre 16 e 69 anos
  • Pesar acima de 50kg
  • Não ter feito cirurgia de grande porte a menos de seis meses e de pequeno porte a menos de três meses
  • Não ter doado sangue a menos de 60 dias (homens) e 90 dias (mulheres)
  • Além disso, o doador precisa apresentar documento original com foto recente, que permita sua identificação.

    Via Catraca Livre

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade