Absurdo! Homem tatua seu nome no rosto da ex-namorada – Porto Alegre 24 horas

Absurdo! Homem tatua seu nome no rosto da ex-namorada

Ele estaria inconformado com o fim do relacionamento.
Foto: Reprodução

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Metro News – Um jovem de 20 anos foi preso por descumprir a medida protetiva que o impedia de ter contato com a ex-namorada, na cidade de Taubaté, no interior de São Paulo. Mas o que ele fez nesse último encontro que teve com a ex-namorada, de apenas 18 anos, deixou a todos de cabelo em pé, de acordo com notícia veiculada pelo G1.

De acordo com a mãe, que prestou queixa na delegacia, a jovem ficou desaparecida por um dia inteiro e foi encontrada neste sábado. De acordo com a mãe, ela saiu cedo para o curso na sexta-feira e por volta das 22h ainda não tinha retornado. Ela registrou o desaparecimento na polícia e resolveu ir à casa do ex-namorado e encontrou a jovem no carro com ele. Ela levou a filha para casa, mas ao chegar se deparou com algo terrível: ele havia tatuado seu nome do rosto da moça.

A mãe disse que a filha tentou a todo custo esconder a tatuagem com maquiagem, desesperadamente. Ela contou à mãe que lutou enquanto ele a agredia e tentava imobilizá-la para fazer a tatuagem. Segundo a moça, ela gritou por socorro, mas deixou ele tatuar seu rosto por medo que ele a matasse no carro.

Rosto da jovem tatuado à força pelo ex-namorado (Reprodução)

Não é a primeira vez que o ex-namorado a ameaça. Ele tem duas decisões da Justiça que o impedem de chegar perto dela, uma de 2021 e outra deste ano, mas nem as medidas cautelares o impediram de ameaçá-la de morte e fazer a barbaridade que fez em seu rosto.

Neste domingo (22), o jovem deveria passar pela audiência de custódia e deve permanecer preso enquanto as investigadoras da Delegacia de Defesa da Mulher de Taubaté apuram o caso, a partir desta segunda-feira.

Como denunciar violência doméstica

Os casos de violência doméstica que viram processos no Poder Judiciário começam em diferentes canais do sistema de justiça, como delegacias de polícia (comuns e voltadas à defesa da mulher), disque-denúncia, promotorias e defensorias públicas.

Disque 180
O Disque-Denúncia foi criado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). A denúncia é anônima e gratuita, disponível 24 horas, em todo o país. Os casos recebidos pela central são encaminhados ao Ministério Público.

Disque 100
O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes, possibilitando o flagrante. O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.

As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100.

Polícia Militar (190)
A vítima ou a testemunha pode procurar uma delegacia comum, onde deve ter prioridade no atendimento ou mesmo pedir ajuda por meio do telefone 190. Nesse caso, vai uma viatura da Polícia Militar até o local. Havendo flagrante da ameaça ou agressão, o homem é levado à delegacia, registra-se a ocorrência, ouve-se a vítima e as testemunhas. Na audiência de custódia, o juiz decide se ele ficará preso ou será posto em liberdade.

Delegacia da Mulher
Um levantamento feito pelo portal Gênero e Número, mostra que existem apenas 21 delegacias especializadas no atendimento às mulheres com funcionamento 24 horas em todo o país. Dessas, só São Paulo e Rio de Janeiro possuem delegacias fora das capitais.

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade