O que se sabe sobre a morte do ex de blogueira suspeita de encomendar "susto"

O que se sabe sobre a morte do ex de blogueira suspeita de encomendar “susto”

Vítima foi encontrada amarrada e enforcada com um fio dentro de casa; ex-casal tinha uma relação conturbada envolvendo agressões
Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe esta notícia

Isa Gomes tem milhares de seguidores nas redes sociais. Ela se apresenta como uma pessoa “honesta” e “que luta pelos sonhos até alcançá-los”, além de “amiga e leal às pessoas que ama”. Na terça, 28, no entanto, ela foi presa com outros dois homens sob suspeita de participar do assassinato do ex-namorado, Leandro Rezende Morais, de 36 anos.

O crime aconteceu na casa da vítima, localizada em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Leandro foi encontrado com as mãos e pés amarrados, um fio enrolado no pescoço e uma blusa cobrindo o rosto. Isa é suspeita de pedir a desconhecidos para darem “um susto” no ex.

Segundo contou à polícia, a digital influencer flagrou uma traição de Leandro e decidiu pelo “susto” após ser abordada por um homem que a viu chorando. Veja abaixo o que já se sabe sobre o crime envolvendo a blogueira Isa Gomes.

Quem é Isa Gomes

Isabela Gomes Pereira  é uma blogueira mineira de 29 anos. Ela costumava publicar fotos com cosméticos para venda e se apresentava como criadora de um procedimento estético para os lábios. Em sua biografia no Instagram, ela escreveu: “Uma nova jornada vai começar”.

Onde e quando foi o crime?

Leandro foi assassinado na última terça, 28, dentro de casa. Ele foi encontrado pela Polícia Militar após o vizinho suspeitar do portão da casa dele estar aberto e ter visto dois homens dentro da garagem, à noite.

Qual a motivação para o “susto” no ex-namorado

Isabela contou, em depoimento à Polícia Civil, que tinha descoberto o envolvimento do ex com uma amiga dela. Transtornada, a influencer disse que ficou chorando em uma praça do bairro Mangueiras, em Belo Horizonte, quando um desconhecido teria se aproximado e perguntado o que estava acontecendo.

Ao contar sobre a traição e revelar que era constantemente agredida pelo ex, esse homem teria se oferecido para “dar um susto” em Leandro. Isabela contou que eles combinaram de se encontrar mais tarde no mesmo local.

No entanto, quando Isa voltou à praça, ela disse que três homens a aguardavam para ir até a casa do ex. Ainda conforme o depoimento da blogueira, os homens pularam o muro da residência de Leandro e ficaram cerca de 20 minutos lá dentro, enquanto ela teria aguardado ao lado de fora.

O que os suspeitos alegam

Dois dos suspeitos foram localizados e detidos até o momento. Eles deram à Polícia Civil uma versão diferente daquela contada por Isabela. Segundo os homens, eles estavam na praça quando a blogueira se aproximou e pediu que dessem um “susto” no namorado e roubassem a casa dele. Os dois disseram que Isa chegou a entrar na residência e chutou o rosto da vítima já caída.

Relacionamento conturbado

A Polícia Civil de MG tem registro de boletins de ocorrência envolvendo o ex-casal desde 2021. Em setembro do ano passado, Isa Gomes procurou uma companhia da Polícia Militar para denunciar que havia sido agredida por Leandro com um tapa no rosto e puxões de cabelo.

Leandro, na época, negou as agressões e disse que a mulher tinha ido até o trabalho dele para ofendê-lo. Ainda segundo o homem, Isa ainda teria invadido o carro dele, insistindo em conversar.

O caso mais recente envolvendo os dois foi em abril deste ano, quando Isabela procurou a polícia para informar uma nova agressão. Segundo o registro, ela viu o carro do ex-namorado estacionado em frente a um restaurante e, ao entrar no estabelecimento, o viu com outra mulher.

Diante do flagra, ela afirmou ter quebrado um copo na mesa dele e arranhado o carro do ex. Segundo ela, os dois agrediram um ao outro.

Alguns dias depois, Leandro registrou outro boletim de ocorrência com sua versão do caso. Segundo ele, na confusão já do lado de fora do resturante, Isabela pegou a carteira dele, saiu correndo e não devolveu mais.

Como segue a investigação do assassinato

Polícia Civil de Minas Gerais informou que os três suspeitos seguem presos e a investigação continua. O terceiro homem suspeito de participar do crime ainda não foi localizado.

Fonte: Terra

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade