Saiba quais são os sintomas da variante Ômicron – Porto Alegre 24 horas

Saiba quais são os sintomas da variante Ômicron

Médica não vê agravamento dos sintomas nos primeiros casos identificados da variante
Foto: Freepik

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Apesar de todas as incógnitas sobre a nova variante Ômicron, do coronavírus, os sintomas até agora observados nas pessoas infectadas parecem não apresentar formas mais agravadas. Segundo a médica Angelique Coetzee, presidente da Sama (Associação Médica da África do Sul), dores musculares, cansaço e mal-estar por 1 ou 2 dia foram as queixas mais relatadas.

Angelique foi quem diagnosticou os primeiros pacientes com a variante. Em entrevista ao Fantástico, ela disse que considera precipitadas as medidas restritivas que suspenderam os voos de países africanos.

“Precisamos observar a evolução do quadro clínico dos pacientes porque, por enquanto, só estamos observando sintomas leves”, afirmou.

Ainda segundo ela, os primeiros sete pacientes infectados pela variante que passaram por ela se queixaram de cansaço extremo, dores no corpo e de cabeça.

Eles não apresentavam tosse, nem perda de olfato, sintomas clássicos da covid-19.

A médica também disse que a Ômicron causou raras internações nos hospitais. A maioria dos pacientes está se recuperando em casa.

Características da nova variante

A Ômicron surpreendeu os cientistas pelo número alto de mutações, o maior visto até agora. São 50 no total, com cerca de 32 só na proteína spike, parte do vírus utilizada para entrar nas células e alvo da maioria das vacinas contra a covid-19.

Justamente por conta desse número de mutações, a Ômicron foi classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma variante de preocupação.

“A evidência preliminar sugere um risco aumentado de reinfecção com esta variante, em comparação com outras VOCs (variantes de preocupação)”, disse a OMS.

Ainda segundo a entidade, a variante foi detectada em taxas mais rápidas do que surtos anteriores de infecção, sugerindo que possa ter “uma vantagem de crescimento”.

Terceiro caso confirmado no Brasil

Foi confirmado nesta quarta-feira (1) o terceiro caso de paciente com a variante Ômicron no Brasil. O homem de 29 anos vindo da Etiópia desembarcou em Guarulhos, sem sintomas, mas fez o teste que deu positivo para covid-19 no último sábado. O homem havia sido vacinado com as duas doses do imunizante da Pfizer.

A amostra deste terceiro caso foi sequenciada geneticamente pelo Instituto Adolfo Lutz.

Além dele, outros dois pacientes, um homem de 41 anos e uma mulher de 37, provenientes da África do Sul, tiveram a confirmação da presença da variante Ômicron. A verificação foi feita pelo Adolfo Lutz na tarde de ontem, após sequenciamento genético feito pelo laboratório do Hospital Israelita Albert Einstein.

O casal havia sido vacinado com o imunizante da Janssen na África do Sul, de acordo com informações atualizadas nesta quarta-feira (1º) pela vigilância municipal de São Paulo.

Fonte Catraca Livre

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade