Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

O apresentador global Luciano Huck foi o convidado especial do “Lady Night” desta quarta-feira (04), sob o comando de Tatá Werneck. No programa, o Huck revelou que ele e Angélica são adeptos do tantra.

Segundo o apresentador, a prática de evolução espiritual por meio do sexo tem ajudado o casal. O assunto surgiu quando um homem perguntou a Luciano como voltar a ter ereção em uma relação sexual.

“Faz um curso de tantra junto. Posso lhe indicar alguém”, respondeu ele. A resposta intrigou Tatá, que quis saber mais do assunto e perguntou se ele já tinha feito e se funcionava.

Luciano foi breve e fez que sim com a cabeça. “Quase 20 anos juntos”, se limitou a dizer.

O que é Sexo Tântrico

Pode-se dizer que um misto de curiosidade e mistério envolve a prática do sexo tântrico. Quando se fala nele, especula-se sempre sobre as horas e horas que um casal passa transando sem atingir o clímax. Mas, o que está por trás desse modo de se relacionar sexualmente?

Segundo o Wikipedia, o sexo Tântrico cria uma nova perspectiva, uma inspiração erótica de grande riqueza, uma capacidade de reflexão profunda e sensibilidade vital extrema que pode até gerar um tempo e espaço diferentes durante o contato sexual. Isto que promove as relações tântricas sua imagem mágica e alteração temporal.

O portal Minha Vida, que publicou uma matéria sobre assunto, começa falando sobre o tantra, uma filosofia tribal que ensina a ter na experiência sexual um caminho para o despertar da Kundalini: a energia sagrada da vida. Segundo o terapeuta e escritor Otávio Leal, o sexo tântrico nada mais é do que um regresso às nossas origens. O especialista diz na matéria que algumas comunidades mantêm até hoje o hábito.

O tempo é a principal condicionante desta prática. O sexo tântrico não pode ser praticado com pressa. Nesse sentido, a relação da sociedade moderna com o relógio não favorece esse tipo de relação. O nosso dia a dia parece ser um inimigo para a realização dessa prática, mas especialistas no assunto e adeptos garantem que vale a pena se dar ao luxo de passar uma tarde inteira concentrado apenas em fazer carícias.

O Sul/Minha Vida