Saiu o cronograma com as datas oficiais de repasse da 7ª, 8ª e 9ª parcela do auxílio emergencial. Segundo o Ministério da Cidadania, depósitos em Conta Poupança Social Digital vão até o dia 29 de dezembro e os saques até 27 de janeiro de 2021.

No entanto, nem todos os beneficiários vão receber as quatro parcelas residuais de R$ 300. A quantidade da qual a pessoa terá direito vai depender do mês em que ela começou a receber o benefício. Ao todo, são nove parcelas, sendo as cinco primeiras no valor de R$ 600 e as outras quatro de R$ 300.

Confira:

  • 9 parcelas: quem recebeu a primeira parcela em abril;
  • 8 parcelas: quem recebeu a primeira parcela em maio;
  • 7 parcelas: quem recebeu a primeira parcela em junho;
  • 6 parcelas: quem recebeu a primeira parcela em julho.

No caso do beneficiário que fez a contestação do cadastro nas plataformas da Caixa entre os dias 20 de julho e 25 de agosto, e nesse período se tornou elegível para receber o auxílio, o pagamento será de apenas cinco parcelas no valor de R$ 600. Isso quer dizer que não haverá nenhum repasse referente às parcelas residuais de R$ 300.

Em relação às mulheres chefes de família, que recebem duas cotas, a quantia é diferente. Nesse caso, as cinco primeiras parcelas são de R$ 1,2 mil e as quatro últimas de R$ 600.

Calendário auxílio emergencial – Ciclos

A sistemática adotada pelo governo para o pagamento do auxílio emergencial é a de ciclos. A cada um deles, os assistidos pelo programa recebem uma nova parcela de acordo com o mês de aniversário. Lembrando que elas podem variar de R$ 600 ou R$ 300, conforme a data de recebimento da primeira parcela do benefício.

Veja abaixo os calendários dos Ciclos 2 e 3, atualmente em vigência, e os cronogramas dos Ciclos 4, 5 e 6, que ainda vão começar:

(Edital Concursos Brasil)