Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Com equipes espalhadas por todo o Rio Grande do Sul, a Operação Te Cuida RS realizou 359 fiscalizações de estabelecimentos entre a noite de sexta-feira (26) e a madrugada de sábado (27) para verificar o cumprimento da suspensão de atividades não essenciais entre 20h e 5h.

A ação integrada, com participação de todas as instituições vinculadas à Secretaria da Segurança Pública e órgãos de vigilância municipais, também fiscalizou o cumprimento dos protocolos da bandeira preta, vigente em todo o Estado até, pelo menos, 7 de março.

Conforme dados da BM (Brigada Militar), foram recebidas 185 denúncias de descumprimento das normas preventivas contra o coronavírus, das quais 61 acabaram confirmadas pela corporação. Em 34 casos, foi preciso registrar boletim de atendimento ou termo circunstanciado para fechamento de estabelecimentos abertos após o horário determinado. Houve ainda 50 registros de ocorrência para dispersão de aglomerações e sete festas clandestinas foram encerradas.

Interior do Estado

Em Santa Maria, a ação integrada com órgãos municipais de fiscalização pôs fim a uma festa clandestina com cerca de 30 pessoas. Em São Lourenço do Sul, foi encerrada outra festa, com cerca de 20 pessoas, todas sem máscara. Um revólver 38 foi apreendido com um jovem, que acabou preso em flagrante junto com a responsável pela organização do evento. No local, a polícia ainda recolheu 1kg de cocaína.

Em todo o RS, as ações de fiscalização da Operação Te Cuida RS resultaram em 18 prisões em flagrante, por diversos delitos.

A maior parte das fiscalizações de estabelecimentos se concentrou no Litoral Norte. As ações ocorreram em Capão da Canoa, Xangri-lá, Tramandaí, Imbé, Arroio do Sal, Torres, Osório, Santo Antônio da Patrulha e Tavares.

Participaram efetivos da BM, Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias (IGP), Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), Departamento Estadual de Trânsito (DetranRS) e órgãos de vigilância municipais. No total, 119 estabelecimentos comerciais foram vistoriados, sendo que desses 19 estavam abertos além do horário permitido, com 121 clientes. Em todo o Estado, a BM contabilizou a abordagem de mais de 1,2 mil pessoas para orientação das medidas preventivas.

Fonte: O Sul