Homem alega ter “perdido” cerca de 4 cm de seu órgão genital após complicações da Covid-19: “Meu pênis encolheu” – Porto Alegre 24 horas

Homem alega ter “perdido” cerca de 4 cm de seu órgão genital após complicações da Covid-19: “Meu pênis encolheu”

Além do encolhimento peniano, o homem disse que sofreu com disfunção erétil por algum tempo
Foto: Freepik

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Um efeito colateral curioso, causado pela Covid-19, chamou a atenção após ser revelado. Um homem, que preferiu não se identificar, alega ter “perdido” cerca de 4cm de seu pênis após ser infectado pelo vírus.

A revelação foi feita pelo jornal britânico Daily Maily. O paciente seria um estadunidense, que disse a genital diminuiu 4 cm após a doença e agora apresenta disfunção erétil.

Foto: Freepik

Sem ter a identidade revelada, o homem foi descrito como heterossexual na casa dos 30 anos. Ele testou positivo para Covid-19 em julho de 2021, ele afirma que sofreu disfunção erétil.

Segundo o Correio Braziliense, ele realizou tratamento com um urologista e o quadro de disfunção foi solucionado. No entanto, ele percebeu que o membro havia diminuído.

A suspeita pessoal foi confirmada por médicos, que afirmaram que o caso ocorre por danos vasculares no tecido erétil do pênis da vítima. O quadro deve ser permanente.

Em entrevista ao podcast How To Do It, a vítima lamentou o caso. “Meu pênis encolheu. Antes de ficar doente, eu era acima da média, não enorme, mas definitivamente maior que o normal. Agora eu perdi cerca de uma polegada e meia e me tornei decididamente menor que a média”, disse.

Entre os médicos que atenderam a vítima, está Charles Welliver, urologista e diretor de saúde masculina do Albany Medical College, em Nova Iorque. O profissional afirma que a Covid-19 pode causar disfunção erétil e até mesmo encolhimento do pênis, caso a disfunção persista.

Foto: Freepik

Estudo do World Journal of Men’s Health pela Escola de Medicina Miller da Universidade de Miami, em julho de 2021, mostrou partículas virais semelhantes a do coronavírus no tecido erétil perivascular de um paciente diagnosticado com covid-19. Segundo o Correio, o estudo mostrou que a infecção pelo vírus pode contribuir para a disfunção erétil. (MidiaMax)

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade