Apolícia de Odessa, nos Estados Unidos, acaba de revelar detalhes macabros sobre a morte de uma menina de 8 anos, em agosto deste ano.

As autoridades foram chamadas ao local onde a criança vivia com Daniel Schwarz, de 44 anos, e Ashley Schwarz, de 34, por um caso de suposto acidente, sendo que a menina viria a ser declarada morta no local.

Os dois adultos, que segundo familiares da menina não seriam os seus pais, mas sim seus tutores, foram detidos e poderão ser condenados à pena de morte.

De acordo com o que as autoridades conseguiram apurar, a menina estaria sendo catisgada. Estava proibida de tomar o café da manhã e foi obrigada pular num trampolim a altas temperaturas naquele dia. Daniel e Ashley teriam, ainda, recusado dar-lhe água.

A autópsia da menina concluiu que ela morreu vítima de homicídio e que desidratação foi a causa do óbito. (Notícias ao Minuto)