Cegos e pessoas com baixa visão podem fazer oficina de cinema em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp




Já imaginou poder criar um roteiro, produzir e editar um vídeo, mesmo sem enxergar? Esta é a proposta da “Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis” que acontecerá de hoje (15) até o dia 18 de agosto, sempre a partir das 13h, na ACERGS – Associação de Cegos do Rio Grande do Sul (Rua Vigário José Inácio, nº 433, 6º andar, Centro de Porto Alegre).

A mostra “Sonhos Acessíveis – Cinema, Audiodescrição e Impressão 3D” ocorrerá em setembro na capital gaúcha e contemplará pessoas cegas e com baixa visão.

Os alunos terão 4 aulas com conhecimentos teóricos sobre criação de roteiro, breve história do cinema, funções da produção cinematográfica, exercícios práticos de fotografia e produção, captação e seleção de imagens para edição em grupos.

Cada grupo irá criar um curta-metragem experimental. As câmeras usadas nas oficinas serão as mesmas convencionais existentes no mercado, as quais já trazem funções sonoras que irão orientar a sua utilização, sem a necessidade de nenhuma adaptação. A equipe irá trabalhar com uma metodologia já testada em outras oficinas inclusivas, em que a turma entra em contato com os conhecimentos teóricos e em seguida os alunos são divididos em grupos para criar roteiros para a produção de um curta-metragem experimental (documentário).

“O diferencial da oficina é democratizar o acesso das pessoas cegas e com baixa visão à realização cinematográfica, através de registros sensoriais como a audição e o tato e trazer para a produção audiovisual outras formas de percepção do mundo”, conclui Lu Druzina.


A Mostra “Sonhos Acessíveis – Cinema, Audiodescrição e Impressão 3D” é um evento cultural que acontecerá nas cidades de Canoas e Porto Alegre que englobará exibições de filmes, debates e oficinas nos meses de agosto e setembro de 2017. Com entrada franca, os filmes exibidos contam com o recurso da audiodescrição e Impressão 3D fazendo com que o público tenha a experiência exata imaginativa de como são os personagens principais das obras audiovisuais exibidas, através do recurso da visualidade tátil (textura, massa) por meio de um dispositivo de Impressão 3D, isto é um protótipo do personagem do filme.

O evento foi idealizado pelas produtoras culturais Luciana Druzina e Saskia Sá da Super8Prod, e contemplado pelo Edital Pró-Cultura/RS FAC Regional, financiado pelo Fundo de Apoio à Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul e com apoio da ACERGS – Associação de Cegos do Rio Grande do Sul, ACELB – Associação de Cegos Louis Braille, Lar do Idoso Cego,  ADEVIC – Associação dos Deficientes Visuais de Canoas, Apae, Cine Santander Cultural e Sesc Canoas.

SERVIÇO:

Oficina de Realização Audiovisual – Sonhos Acessíveis – produção cinematográfica para cegos e pessoas com baixa visão.

Carga Horária: 20 horas (4 dias com 5 horas por dia realizada)

Data: de 15 a 18 de agosto.

Pré-requisito: Jovens e Adultos cegos ou com baixa visão.

Capacidade: 12 a 20 pessoas (Porto Alegre)

Local: ACERGS – Associação de Cegos do Rio Grande do Sul