Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Desde 2016 André Luiz Gonçalves da Silva, o De Lucca, move uma ação contra Gusttavo Lima. De Lucca afirma que o cantor fez uso indevido dos direitos autorais de sua composição Fora do Comum, em 2011. No processo, ele cobra uma indenização de R$ 20 milhões por danos morais ao alegar ser o único autor da faixa que fez grande sucesso na voz do sertanejo.

A novidade é que recentemente Gusttavo sofreu mais uma derrota no processo. Segundo informações do jornal O Dia, ele havia conseguido, em primeira instância, a extinção da ação, alegando prescrição do prazo legal para ajuizá-la, mas foi derrotado em segunda instância.

Ele havia recorrido e pedido para que o processo fosse julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), para que pudesse manter a decisão de extinção do processo, mas o recurso não foi admitido, pois exigiria reexame dos fatos e provas do processo.

De Lucca ainda move outro processo contra o sertanejo, apontado a tentativa do cantor de protelar a ação.

“Desde 2016 estamos tentando resolver o assunto. Nós pedimos uma indenização porque Gusttavo não cumpriu nada do que foi combinado e contratado referente à parceria musical. Pelo contrário, age como dono da razão, sendo que não é”, disse o advogado do compositor, Adolfo Kennedy Marques Júnior, à coluna de Fabia Oliveira, no O Dia.

Na época da primeira decisão, a assessoria de Gusttavo Lima chegou a afirmar que De Lucca e o sertanejo compuseram a música juntos e que 50% de todo rendimento proveniente da canção foi pago à De Lucca. Entretanto, o compositor garante que a letra da canção é exclusivamente de autoria sua e requer o pagamento dos outros 50%. (Metrópoles)