Foto: Reprodução | Instagram

BBB 21: Lucas Penteado pode ser expulso por conta das acusações de violência

Em entrevista, advogada da ex-namorada do ator disse que ambas as partes podem precisar depor em breve.

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Lucas Koka Penteado, um dos confinados do “Big Brother Brasil 21” , está sendo acusado de agressão física, agressão psicológica e cárcere privado contra uma ex-namorada, que terá seu nome preservado nesta reportagem.

Recentemente, no dia 1º de fevereiro, a moça procurou a delegacia Delegacia da Mulher em Diadema, na região da Grande São Paulo, para registrar um boletim de ocorrência contra o ator. No documento, ela relata que Lucas Penteado tomou seu celular, escondeu a chave do apartamento e a manteve no imóvel dele contra sua vontade.

“O investigado a pressionou contra a parede e disse que eles iriam casar e que, a partir daquele dia, ela deveria morar no apartamento dele”, diz um trecho do boletim de ocorrência que o Portal iG teve acesso.

Sem celular, a suposta vítima declara que só conseguiu sair da situação dois dias depois, quando Lucas se distraiu e ela conseguiu mandar uma mensagem para familiares a buscarem.

Além desta situação, a ex-namorada alega que sofreu diferentes tipos agressões por parte do ator. “Ele deu empurrões nela, puxões de braço, deixava ela roxa, pressionava ela contra a parede, batia a cabeça dela na parede…”, comenta a advogada Angela de Paiva Ruiz, que está trabalhando na defesa da moça.

“Em relação à agressão verbal, basta analisar o comportamento dele na festa [do reality]”, aponta ela, referindo-se ao episódio em que Lucas demonstrou interesse por Kerline e, após notar que não seria correspondido, acusou a sister de racismo .

“Quanto à violência psicológica, a coisa foi séria. Ela tem muitas sequelas com depressão por causa dele ainda. É até por isso que ela não está conseguindo dar entrevistas. Ela não está bem, acho que a violência psicológica foi mais forte do que a física”, pondera a advogada.

Apesar de nada relacionar as agressões ao uso de drogas, no boletim pode-se encontrar um adendo em que a vítima descreve a relação do participante com substâncias lícitas e ilícitas. “Ingere bebida alcoólica esporadicamente, é usuário de cocaína, maconha e lança-perfume. Além disso já tentou suicídio anteriormente”.

Por que agora?

Segundo o boletim de ocorrência, Lucas e a jovem ficaram juntos por cinco meses (de janeiro a maio de 2020), dos quais nos últimos três meses a moça teria sido alvo de ataques. Após o término da relação (em maio), ela ainda teria sido ameaçada pelo ator – meses a fio – até agosto. Porém, o B.O apenas foi registrado em fevereiro de 2021, quase um ano após o ocorrido.

“A família pressiona ela a denunciar há muito tempo, mas o fato dele estar preso no ‘BBB 21’ a deixou mais segura. Como o ator está isolado, não pode fazer nada. De todo modo, desde o início do programa, ela esteve muito mal, ficou lembrando [das violências]… acho que isso a motivou”, informa a defensora sobre a ex.

O processo

Com o B.O registrado, a advogada aguarda a delegada responsável instaurar o inquérito. Assim que esta etapa for iniciada, ambas as partes devem prestar depoimento e realizar recolhimento de provas.

Por essa fase necessitar da presença de Lucas, a advogada supõe que o ator pode ser expulso do reality. “Acredito que a Globo deva excluí-lo do programa [pela necessidade do depoimento]. Não acho que eles vão permitir que ele saia, tenha contato com outras pessoas e retorne do ponto que parou”, acredita.

Assim que instaurado e com as provas e depoimentos colhidos, a delegada deverá realizar a denúncia ao Ministério Público e, a partir desta fase, o processo ganha musculatura.

Questionada sobre a possibilidade deste processo não andar até maio, visto que Lucas pode permanecer no “BBB 21” até a final, a advogada reflete: “Quando se trata de Justiça é difícil prever um prazo, até chegar à fase que há a possibilidade de um mandado de prisão, demora. Contudo, instaurar inquérito e iniciar ação penal acho que não deve levar muito tempo, deve ser antes de maio”.

A defensora da suposta vítima diz ainda que, no tempo certo, pretende entrar com uma ação indenizatória. “Vamos entrar com uma ação de reparação por danos morais, físicos e psicológicos, tudo com ação própria. Não dá para estipular um valor [da indenização] ainda porque no Brasil quem decide isso é o juiz, mas vamos fazer”.

Procurada pela reportagem, a assessoria de Lucas Penteado comunicou que ainda não foi notificada judicialmente. “Seguimos até agora sem conhecimento oficial [sobre as acusações]. O que sabemos são burburinhos e especulações sobre o caso”, finaliza.

A TV Globo também foi procurada para comentar a possibilidade de expulsão do ator, que está confinado, mas não obteve resposta até a conclusão desta reportagem. (iG)