Foto: Reprodução

Reprise do BBB1 faz participante temer cancelamento tardio

As duas primeiras edições do Big Brother Brasil vão ser reprisadas no no canal Viva

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Exibidas há 19 anos, exatamente em 2002, as duas primeiras edições do Big Brother Brasil voltarão ao ar. As temporadas que deram origem ao sucesso que é o BBB hoje serão reprisadas pelo canal pago Viva.

O BBB1, que teve Kleber Bambam como campeão, tem data de estreia marcada para 11 de maio. Já a segunda edição do reality show, vencida por Rodrigo Cowboy, será lançada logo após o término da primeira edição, em meados de julho. Sim, será uma surra de BBB no ar! A Coluna Leo Dias conversou com André Gabeh, o terceiro colocado do BBB1, sobre suas expectativas para assistir novamente à participação dele no programa da Globo. Segundo André, por mais que a edição tenha acontecido há muito tempo, ele tem medo de ser cancelado pelo que fez no “verão passado”.

“Eu tinha muito medo de falar sobre a minha sexualidade e fiz de tudo pra que esse assunto não viesse à tona. Hoje me chamariam de covarde, de auto homofóbico, de chernobicha, sabe? Mas eu tinha medo de sair de casa e ser xingado, ser alvo de agressões. Ainda tenho. Acabou que lá dentro passei por constrangimentos, apesar de tanto tentar me blindar. Não mentia que era hétero não, mas dizia que era assexuado. Não deixa de ser um pouco verdade”, revelou André.

“Posso dizer que tenho medo do cancelamento póstumo. Sim, póstumo! Aquele André já morreu há anos e ser cancelado, hoje, pelo que eu nem lembro mais seria triste”, completou. Na época, pela terceira colocação no programa, o carioca ganhou um Fiat Brava e vinte mil reais como prêmio. Apesar do medo de ser julgado novamente, Gabeh revela que está ansioso para assistir à atração com seus familiares.

“Adorei a ideia da reprise. Achei divertido demais que tenham pensado em repetir o programa. Meus sobrinhos e afilhados, que eram pequenos ou não nascidos na época, poderão me assistir. Tomara que esse público novo goste de mim e que os antigos gostem de me rever. Torço para que coisas boas apareçam e aconteçam. Deveriam gravar um último paredão novo pra gente descobrir quem ganharia em 2021. Melhor não. Já pensou de novo? Tô velho”, brincou.

André lembrou também da experiência de ter de cuidar de um cachorro durante a primeira edição. “Eu ficava na cozinha da casa e não queria cuidar de cachorro também. Disse que não queria cuidar, não sei lidar com cocôs e afins. Era muita coisa pra mim. Gostava só de brincar. Mas acabou que eu limpava a menstruação dela pra casa não ficar cheia de moscas.

Questionado se receberia alguma quantia em dinheiro pelo uso de imagem pela emissora, André disse que não. “Creio que não pagarão. Eu lembro que sediamos o direito de uso da nossa imagem no BBB para sempre. Tanto é que nem estou sofrendo. Já sabia que isso era possível”, finalizou. (Metrópoles)