Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Durante papo com a influencer Camilla de Lucas, os dois contaram que enfrentaram uma verdadeira maratona para conseguirem entrar no maior reality show do país.

Tanto o fazendeiro, quanto a advogada entraram para o BBB 21 como pipocas, os tradicionais anônimos da casa. Eles revelaram que foi preciso filmar a própria vida todos os dias durante oito meses.

“Todo dia é três fotos e dois vídeos”, descreveu Caio. Em seguida, Juliette afirmou: “Eu fiz vídeo de tudo que estava acontecendo. Peguei covid-19 e fiz. Dançando com a minha mãe, conversando com minha amiga, conversando com criança”.

“São oito meses de muita tensão. É agoniante. Mas é muito gostoso passar pelas fases, sabe?”, completou Caio.

Os dois destacaram a fase final: “Quando você chega para sentar, é uma hora de pancada para ver até onde você vai. E se vacilar, tá fora”, disse Caio. “É uma sabatina do Senado”, ressaltou Juliette.

Catraca Livre