Depois de uma tarde tensa no Congresso e com a tentativa da oposição em obstruir a pauta, o plenário da Câmara aprovou, já na noite desta terça-feira, o texto principal da Medida Provisória que autoriza o saque de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. A possibilidade de saque para trabalhadores nascidos entre setembro e dezembro estava sob risco em caso de não haver acordo e o texto não fosse aprovado até 1º de junho.

Poderão sacar das contas inativas trabalhadores que pediram demissão até 31 de dezembro de 2015 ou que não tenham conseguido sacar os recursos da conta vinculada no caso de demissão por justa causa, segundo a MP. Depois de aprovar o texto principal, os deputados começaram a analisar os destaques apresentados ao texto. (Correio do Povo)