Foto: Reuters

Brasil receberá 13 milhões de doses da Pfizer nas próximas duas semanas

Ritmo de entregas deve aumentar ainda mais a partir de agosto e setembro, com 70 milhões de doses previstas para o período

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O Brasil receberá nas próximas duas semanas 13.265.460 milhões de doses da vacina da Pfizer contra covid-19, em uma série de 13 entregas da farmacêutica entre entre os dias 20 de julho e 1⁰ de agosto (veja as entregas abaixo).

A meta inicial do Ministério da Saúde para julho (15 milhões de doses), porém, não será cumprida. Até esta terça-feira (20), foram só três entregas do imunizante que, somadas às nove remessas para o resto do mês, resultarão em cerca de 13,6 milhões de doses.

O ritmo de entregas deve aumentar entre os meses de agosto e setembro, com previsão de chegada de quase 70 milhões de doses. Estas entregas fazem parte do primeiro contrato firmado com o governo Bolsonaro, no dia 19 de março, por 100 milhões de vacinas até o final do terceiro trimestre de 2021. O segundo contrato, assinado em 14 de maio, prevê a chegada de outras 100 milhões de doses entre outubro e dezembro.

Do final de abril até agora, o Brasil recebeu 22 lotes da farmacêutica, que somam cerca de 17 milhões de doses.

Pouco mais de seis meses desde o início da vacinação, 89.716.845 adultos no Brasil já receberam a primeira dose, enquanto outros 34.224.876 estão completamente imunizados com as duas aplicações ou a dose única da vacina da Johnson. (R7)