Foto: Giuliam Serafim | PMPA

Propostas pelo uso dos bares do Trecho 3 da Orla passam de R$ 175 mil

Obras do Trecho 3 da Orla estão 90% concluídas

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O pregão eletrônico que seleciona os permissionários para os três estabelecimentos localizados no Trecho 3 do Parque Urbano Orla do Guaíba já tem resultado preliminar. Caso as empresas que apresentaram as melhores propostas tenham a documentação aprovada, de acordo com o que rege o edital, serão declaradas vencedoras. O processo pode ser acompanhado pelo Portal de Compras Públicas.

As empresas que apresentaram o maior valor de outorga foram Bar do Espartano, para o bar 01, e Bonan Picon Pizzeria Ltda para os bares 02 e 03. Os lances partiram de R$ 6.980,00 para o bar 01; R$ 6.860,00 para o bar 02; R$ 6.460,00 para o bar 03 e chegaram a R$ 82 mil; R$ 35 mil e R$ 58,5 mil respectivamente. O prazo de vigência da permissão de uso será de 36 meses, a contar de 60 dias após a data de assinatura do Termo de Permissão de Uso (TPU), podendo ser prorrogado, a critério do município, por até 36 meses, mediante Termo Aditivo a ser firmado no último ano de permissão.

O secretário municipal de Administração e Patrimônio, André Barbosa, ressalta que os valores das propostas são satisfatórios. “Estamos mandando para Câmara Municipal um projeto de lei que cria o Fundo de Gestão do Patrimônio Imobiliário. Assim, estes valores arrecadados pelas outorgas, em vez de irem para o Tesouro, serão destinados à manutenção dos bens próprios da prefeitura”, explica o secretário.

Obras – O trecho 3 da Orla do Guaíba contará com três edificações voltadas ao comércio, tratadas como bares. O bar 01, próximo à pista de skate, o bar 02 logo após o canal de bombas, em frente às quadras de society, e o 03 em direção ao final, junto ao último poste inclinado, em frente às quadras de tênis. “Cerca de 80% dos serviços para construção dos bares e dos vestiários foram executados. Concluímos a aplicação de reboco, pinturas, vidros e dutos de ar condicionados” afirma o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Pablo Mendes Ribeiro. “A definição dos parceiros que farão a administração das estruturas do trecho é extremamente importante já que ultrapassamos os 90% de execução desta obra que irá reconectar Porto Alegre com o Guaíba”, conclui.

O trecho, voltado à prática de esportes, contará com 29 quadras esportivas, estacionamento para 150 veículos, estruturas de apoio à prática de esportes, ciclovia, iluminação em LED, arborização, três bares e a maior pista de skate da América Latina. Ao todo, serão investidos R$ 55,5 milhões na obra que tem prazo de conclusão para agosto de 2021. (PMPA)