PL obriga Hospitais de Porto Alegre fixarem cartazes sobre aborto permitido por lei no Brasil
Foto: Imagem Ilustrativa / Freepik

PL obriga Hospitais de Porto Alegre fixarem cartazes sobre aborto permitido por lei no Brasil

Proposta de cartazes educativos sobre aborto em hospitais de Porto Alegre avança na Câmara

Compartilhe esta notícia

Um projeto de lei foi apresentado na Câmara Municipal de Porto Alegre, visando obrigar hospitais da cidade que realizam procedimentos de aborto permitidos por lei a afixarem cartazes educativos sobre o tema. O objetivo é fornecer informações detalhadas sobre os procedimentos permitidos, incluindo explicações claras e ilustrações representativas, abordando também os possíveis danos físicos e psicológicos para a gestante, além de esclarecer o destino do feto após o aborto.

As vereadoras Comandante Nádia (PP) e Fernanda Barth (PL) são autoras do projeto que estipula multas para instituições de saúde que não cumpram a exigência dos cartazes. Elas afirmam que a proposta visa conscientizar as gestantes enquadradas nas exceções legais para o aborto, garantindo que tomem decisões embasadas, considerando os riscos e consequências dessa escolha de forma mais esclarecida.

A justificativa das vereadoras destaca a importância do material educativo, argumentando que, por ser uma questão que impacta diretamente a saúde da mulher e a vida do feto, é fundamental que as gestantes tenham acesso a informações para embasar suas decisões.

No Brasil, o aborto é permitido por lei em casos de gravidez decorrente de estupro, risco à vida da gestante e anencefalia do feto, e a proposta visa esclarecer esses pontos às mulheres que se encontram nessas situações.

Cobertura do Porto Alegre 24 Horas

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Porto Alegre 24 Horas nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Tem também o nosso grupão do Telegram e no Whatsapp.

Siga o Porto Alegre 24 Horas no GOOGLE News!