Prefeitura de Porto Alegre reforça apelo por doações para apoiar vítimas das enchentes
Foto: Jefferson Bernardes/PMPA

Prefeitura de Porto Alegre reforça apelo por doações para apoiar vítimas das enchentes

Equipes continuam operações enquanto nível do Guaíba permanece elevado, demandando solidariedade da população

Compartilhe esta notícia

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a Prefeitura de Porto Alegre intensifica seus esforços para lidar com as consequências das enchentes causadas pela elevação do nível do Guaíba, especialmente nas regiões das Ilhas. O prefeito Sebastião Melo liderou uma reunião no Centro Integrado de Coordenação de Serviços (Ceic-POA), ao lado do vice-prefeito Ricardo Gomes, visando reforçar as ações emergenciais.

Durante a reunião, Melo fez um apelo à comunidade para doações, enfatizando a necessidade de água, kits de higiene, produtos de limpeza e alimentos não perecíveis. Doações podem ser entregues em dois pontos: no Centro Administrativo Municipal, na rua Gen. João Manoel, 157, no Centro Histórico; e no Shopping Total – loja 1019 – Espaço Solidário, na avenida Cristóvão Colombo, 545, bairro Floresta.

A força-tarefa da prefeitura, composta por aproximadamente 650 pessoas entre secretarias e órgãos municipais, continua suas operações. A Defesa Civil, com apoio dos Bombeiros, Brigada Militar e Exército, segue resgatando moradores ilhados nas áreas afetadas. A dificuldade de acesso de veículos devido aos alagamentos tem demandado o uso de caminhões do Exército e embarcações para alcançar essas áreas.

Atualmente, os abrigos de emergência – Ginásio do Departamento Municipal de Habitação (Demhab), 9º Batalhão da Polícia Militar e Casa do Gaúcho – estão abrigando 195 pessoas. Apesar da redução no nível do Guaíba para 3,30 metros, ainda acima da cota de inundação, a situação continua delicada, exigindo apoio contínuo da população e das autoridades para minimizar os impactos das enchentes.

Esta situação é acompanhada de perto pela Defesa Civil Municipal, que permanece monitorando o clima na cidade após ter resgatado aproximadamente 1830 pessoas no bairro Arquipélago desde domingo. Enquanto isso, a assistência social, através da Fasc, mantém 195 pessoas acolhidas nos abrigos provisórios na capital, destacando a importância da solidariedade nesse momento crítico.

Com a informação Prefeitura de Porto Alegre.

Cobertura do Porto Alegre 24 Horas

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Porto Alegre 24 Horas nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Tem também o nosso grupão do Telegram.

Siga o Porto Alegre 24 Horas no GOOGLE News!