Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Os cidadãos que receberam o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) têm até o fim desta segunda-feira (30) para movimentar o dinheiro pela poupança social digital. O valor é de até R$ 1.045.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, o dinheiro permanecerá na conta determinada se o trabalhador fizer qualquer movimentação, independentemente de seu valor. Mesmo fazendo uma transferência de apenas R$ 50, por exemplo, o recurso não retornará para o Fundo.

Mas, caso não haja movimentação, o FGTS de cada um será devolvido ao Fundo de Garantia sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Isso significa que caso o cidadão não deseje sacar o dinheiro, basta não fazer nenhuma movimentação na poupança social digital.

Para aqueles que desejam acessar a verba, mas perderam a data desta segunda (30), o saque poderá ser solicitado à Caixa e o resgate pode ser feito pelo aplicativo FGTS até 31 de dezembro deste ano.

A partir de janeiro de 2021, porém, o saldo do Fundo só poderá ser sacado em casos previstos em lei. Entre eles a compra da casa própria, aposentadoria, demissão sem justa causa, doença grave do trabalhador ou de seus dependentes, entre outros motivos.

Alerta Fnae

Para a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), a liberação dos saques emergenciais do FGTS é uma medida de socorro aos trabalhadores em meio à pandemia do novo coronavírus.

Por outro lado, a entidade sublinha que os recursos são a principal fonte de financiamento público para os programas de infraestrutura, habitação e saneamento básico.

Ou seja, apesar do alívio para a população sem renda neste momento, a Fenae alerta que o desenvolvimento de políticas públicas estruturais pode ser prejudicado caso o governo não apresente soluções efetivas contra a crise socioeconômica. (Brasil de Fato)