bolsa
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Bolsa família passará a ser depositado em conta digital a partir de dezembro

Haverá, no entanto, um limite mensal, de R$ 5 mil, para a movimentação.

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A partir de dezembro, os beneficiários do Bolsa Família passam a receber o recurso via Conta Poupança Social Digital — o mesmo tipo de conta usada para o pagamento do auxílio emergencial. A informação foi divulgada pela Caixa Econômica Federal, neste sábado (28).

Até então, a conta poupança digital era utilizada exclusivamente para os pagamentos dos Auxílio Emergencial, Auxílio Emergencial Extensão, Saque Emergencial FGTS e Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm).

O banco vê a mudança como um passo importante para a maior inclusão bancária da população brasileira. A estimativa é de que mais de nove milhões de pessoas que ainda não possuem nenhuma conta bancária passem a receber o benefício por meio de crédito na conta digital.

Além de movimentar o benefício pelo aplicativo, os beneficiários poderão continuar sacando os recursos por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão. “A ação leva segurança e autonomia ao cidadão, que passa a ter conta bancária sem obrigatoriedade de saque integral das parcelas”, destaca.

Haverá, no entanto, um limite mensal, de R$ 5 mil, para a movimentação. O beneficiário poderá usar na conta a mesma senha do cartão social. Assim, como no auxílio emergencial, logo após o crédito dos valores nas contas, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e o QR Code, por meio das maquininhas de cartão.

Além disso, o beneficiário também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas através da opção “Pagar na Lotérica” do CAIXA Tem. A diferença é que os saques com o cartão do Programa Bolsa Família ou com o Cartão Cidadão também poderão ser feitos imediatamente, sem precisar aguardar um tempo mínimo após o recebimento do recurso, como no auxílio emergencial.

Segundo a CEF, as contas serão abertas de forma automática e escalonada pela Caixa sem necessidade de apresentação de documentos ou comparecimento às agências.

Cronograma

De acordo com o cronograma, os primeiros a receber os recursos pela poupança digital serão os beneficiários de NIS com final 9 e 0, em dezembro, seguindo a data de crédito regular do Programa.

Nesta primeira etapa serão cerca de 1,5 milhão de brasileiros a receber o benefício pelo Caixa Tem. Esse número equivale a 16,5% do total dos participantes do programa.

“Mês a mês, de acordo com o último digito no NIS, os beneficiários passarão a receber o benefício do Bolsa Família com os serviços da Conta Poupança Social Digital”, explica o banco. Os beneficiários com NIS 1 e 2 serão os últimos a receberem o recurso de forma digital, a partir de março. (CNN)