Auxílio Emergencial: primeira parcela do benefício deve vir em março e com valor maior

Desde dezembro, o pagamento do auxílio emergencial está suspenso

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Após uma reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), Wellington Dias, atual governador do Piauí, informou que existe a possibilidade de que a primeira parcela do auxílio emergencial seja paga com valor maior.

“Ficou um vazio (nos pagamentos) de janeiro, fevereiro, para que possa ser estudada uma alternativa, quem sabe ampliando na primeira parcela para a partir daí seguir aquilo que vem sendo negociado com o governo” afirmou o governador.

O Governo e o Congresso estavam negociando uma liberação com quatro parcelas no valor de R$ 250, contudo, após entrevista nesta segunda-feira (8), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o novo valor do auxílio vai depender da composição familiar.

Sendo definidos três novos valores, um primeiro de R$ 175 para famílias de um único membro, R$ 250 para famílias com dois ou mais membros e R$ 375 para famílias com a mulher sendo chefe do lar.

Com a aprovação da PEC Emergencial por parte do Senado e com a possível aprovação por parte da Câmara nesta semana, o novo auxílio será definido por meio de uma Medida Provisória (MP).

O pagamento do auxílio emergencial está suspenso desde dezembro. Segundo estimativas do pesquisador Daniel Duque, da Fundação Getulio Vargas, mais 22 milhões de brasileiros que não eram pobres antes da pandemia, em 2019, entraram na pobreza neste início de 2021, como reflexo do fim do auxílio e do aumento do desemprego.

Jornal Contábil