Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

De: O Tempo
Beneficiários do auxílio emergencial que estão com a conta do Caixa Tem bloqueada já podem procurar uma casa lotérica para solucionar o problema. Antes, esse serviço somente era possível nas agências da Caixa Federal. Porém, agora nas casas lotéricas será possível realizar a ativação do Caixa Tem, serviço disponível apenas para quem ainda não utilizou o aplicativo ainda.

Para realizar o desbloqueio e o cadastramento da senha, é necessário apresentar documento pessoal com foto, como o RG ou a Carteira Nacional de Habilitação, e levar o celular cadastrado no Caixa Tem.

Logo após o desbloqueio ou a ativação com cadastro da senha do Caixa Tem, o trabalhador poderá sacar o auxílio na própria lotérica, sem a necessidade de gerar código de saque no aplicativo, se o saque da parcela já estiver liberado.

Com objetivo de combater fraudes, a Caixa permite apenas o cadastro de uma conta por celular e a utilização de até duas contas em um único dispositivo eletrônico. Por isso, beneficiários que utilizam diversos chips de linhas pré-pagas, e acabam com seus CPFs vinculados a diversos números de celular, têm a conta no Caixa Tem bloqueada.

Além das lotéricas, quem está com o aplicativo bloqueado pode ir a uma agência da Caixa portando um documento oficial com foto, como o RG ou a Carteira Nacional de Habilitação, e o número do CPF para liberar a conta digital.

O saque em dinheiro nos caixas eletrônicos, agências bancárias e casas lotéricas é liberado posteriormente, de acordo com o mês de aniversário do beneficiário. Nesta segunda (3), é a vez dos trabalhadores informais nascidos em fevereiro poderem sacar o valor. Clique aqui para ver o calendário de saques.

Saque da conta digital Como a conta digital não tem cartão, o beneficiário precisa usar o aplicativo Caixa Tem para liberar o resgate da grana. O processo é exatamente igual ao do ano passado. Ao acessar o Caixa Tem, é preciso clicar em “saque sem cartão” e digitar o valor desejado. Será informado um código, necessário para retirar o dinheiro no banco.

Com o código, o beneficiário vai a uma lotérica, terminal de autoatendimento da Caixa (caixas eletrônicos) ou nos correspondentes Caixa Aqui e informa o número para efetuar o saque. Segundo a Caixa, o beneficiário também pode comparecer em uma agência para a geração desse código.

Na mesma data em que o saque é liberado, o beneficiário também pode transferir o valor para outra conta bancária pelo Caixa Tem (por meio de TED, DOC e Pix), sem o pagamento de tarifa. A outra conta pode ser de qualquer banco e estar no nome de outra pessoa. O banco afirma que, após o trabalhador pedir a transferência, o dinheiro normalmente entra na conta indicada no dia seguinte de manhã, que é o tempo para a compensação bancária.