Auxilio Emergencial deve ser renovado por mais 3 meses, diz Guedes

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Da Catraca Livre

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, 8, que o governo federal vai estender o auxílio emergencial por dois ou três meses. Segundo ele, esse período seria suficiente para que a população brasileira adulta esteja imunizada contra a covid-19.

“Mais dois ou três meses, porque a pandemia está ai. […] Vamos renovar o auxílio e logo depois entra o novo Bolsa Família já reforçado”, afirmou o ministro em participação da reunião da frente de Serviços.

Foto: Fábio Rodrigo Pozzebon

Até então, o benefício estava programado para ser pago em quatro parcelas, com prazo para terminar em julho deste ano. As parcelas atuais variam entre R$ 150 e R$ 375. O valor das próximas parcelas não foi informado.

Programa contra o desemprego

O ministro da Economia falou ainda sobre um programa de qualificação de jovens que o governo pretende lançar. A ideia é que as empresas pagarem um bônus de incentivo à qualificação de jovens.

“Isso vai levar a uma redução “muito rápida” no desemprego. “O jovem durante processo de treinamento custa mais barato para empresa e adquire habilidades. O setor de serviços será decisivo, elas já estão encomendando 20 mil, 30 mil jovens para treinamento”, comentou.