“Bônus” de R$ 3 mil! Pais solteiros poderão receber cota complementar do Auxílio Emergencial; confira de Auxilio Emergencial – Porto Alegre 24 horas

“Bônus” de R$ 3 mil! Pais solteiros poderão receber cota complementar do Auxílio Emergencial; confira de Auxilio Emergencial

Previsão do governo é de que o valor seja dividido em cinco parcelas de até R$ 600
Foto: Reprodução

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Pais solteiros ou chefes de família que criam os filhos sozinhos, sem cônjuge, companheira ou companheiro, poderão receber uma cota complementar do Auxílio Emergencial que pode chegar a até R$ 3 mil.

De acordo com o Ministério da Cidadania, serão cinco parcelas de até R$ 600, mesmo valor pago entre abril e agosto de 2020. A pasta ainda não informou em quais meses o pagamento irá ocorrer, mas o calendário deve ser divulgado em breve.

Foto: Freepik

O complemento será de R$ 600, referente às parcelas do Auxílio Emergencial pagas entre abril e agosto de 2020. Se o beneficiário recebeu as cinco parcelas, por exemplo, terá direito a receber R$ 3 mil.

O objetivo da complementação é equiparar o valor ao recebido pelas mães monoparentais no período, que foi de R$ 1.200, totalizando R$ 6 mil com as cinco parcelas.

A regulamentação do pagamento considera família monoparental com homem provedor o grupo familiar chefiado por homem, sem cônjuge ou companheira(o), composto por pelo menos uma pessoa menor de 18 anos.

O pagamento vale para quem se cadastrou pelo aplicativo ou site do Auxílio Emergencial e também para quem recebeu o benefício por fazer parte do antigo Bolsa Família ou ser inscrito no Cadastro Único.

O valor extra do Auxílio Emergencial não será pago o complemento caso haja na família mulher que teve direito à cota dupla (R$ 1.200) do Auxílio Emergencial em 2020.

O pagamento também não será realizado ainda caso o beneficiário tenha indicativo de óbito registrado no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (SIRC) ou no Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi) ou tenha o CPF vinculado à concessão de pensão por morte. (Catraca Livre)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade