Como o poder do espaço ajuda o setor comercial a prosperar

Como o poder do espaço ajuda o setor comercial a prosperar

Foto: Divulgação

Compartilhe esta notícia

A Exclusividade espacial deixou de ser dos governos, as empresas comerciais, têm atualmente mais liberdade e capacidade de se alastrar até este sector atravez de pequenos satélites de baixa órbita terrestre. Tais satélites tendem a ter uma tara inferior a 500Kg e, com as constantes melhoras tecnológicas, acabam se tornando a grande alavanca que proporciona a novas operadoras chegar ao sector espacial. Essas melhorias, permitem a que cada vez mais se reduza o tamanho e peso de certos componentes utilizados nos satélites. Contudo, a instalação de melhores equipamentos como câmeras para captação de imagens de satélite alta resolução, também imagens de satélite gratuitas para uso comercial e antenas de comunicação não podem ser inseridas em pequenos satélites. Mesmo tendo em conta que estes satélites podem e costumam ser enviados para o espaço juntamente com os grandes satélites com o intuito de reduzir os custos de lançamento, estes acabam sendo depositados na trajetória dos satélites primários necessitando depois de serem redirecionados para a sua própria órbita.

Satélites Aplicação Comercial

Os dados coletados por satélites de órbita baixa, ou por constelações constituídas por tais satélites, têm uma exorbitante variedade de aplicações, como a comunicação, a possibilidade de conseguir imagens de satélite de alta resolução, bem como a capacidade de mapeamento que proporcionam e facilitam as aplicações comerciais para monitorados de solo, recursos naturais, estudo dos impactos ambientais, gestão florestal e agricultura, ainda planeamento urbano dentre muitas outras possíveis aplicações.
Agricultura

Peguemos o exemplo do sector agrícola, este nos últimos anos têm tirando grande partido do setor espacial, dando bom uso aos dados de imagens de satélite de alta resolução, para o sensoriamento remoto. Os dados mais cruciais tendem em ser as medições de luz espectral, juntamente com a captura de imagens do espaço, que só por si têm potencial para ser um produto autônomo, contudo tais informações são consideradas extremamente poderosas quando combinadas com a monitorização do solo, um processo conhecido como sensoriamento remoto. Através deste processo, e com as melhorias tecnologicas, é possível estimar as condições agrícolas, em locais onde nunca fora feito nenhum tipo de avaliação do solo, fazendo com que o sensoriamento remoto continue crescendo e fortalecendo a sua autoridade comercial a uma velocidade jamais vista nas últimas décadas.

Gerenciamento de energia

As matérias primas como o petróleo, gás natural e recursos naturais, são o que mais tem dado ênfase no mercado com o apoio do sensoriamento remoto, pois esta facilita a exploração e procura dos locais para exploração das matérias referidas. Hoje em dia é escassa ou inexistente alguma outra tecnologia equiparada ao sensoriamento remoto e à sua demanda no sector de energia.

Atenuação de desastres

A sinergia da classe operária, juntamente com o potencial dos satélites, permite a formulação de estratégias de mitigação das alterações climáticas, através da monitorização do volume de biomassa, poluição do ar, calor terrestre, dentre outros valores e indices, permitindo dessa forma obter uma imagem nítida da extensão da degradação ecológica no nosso planeta.
Os satélites, são também usados para a vertente dos desastres naturais, ajudando muitas vezes a minimizar ou até mesmo advertir tais desastres.

Desenvolvimento Econômico

Já no sector econômico estas tecnologias e satélites podem ser direcionados para o monitoramento das atividades econômicas, para o apoio na decisão e formulação de políticas. Tendo em conta que as atividades econômicas são o que mais estão mudando a superfície terrestre, a existência de dados que revelam as mudanças ocorridas na superfície terrestre, além de imensamente valiosos, permitem observar em larga escala o que permitiria melhorar a percepção da situação atual da economia, as suas previsões e tendências.
Os métodos convencionais de coleta de tais dados além de caros e demorados, são mais difíceis de manter as informações frequentemente atualizadas.

Geolocalização e Logística

A Localização e gestão de inúmeros meios de transporte, como os barcos, aviões, carros, etc, é extremamente difícil no entanto com a ajuda de satélites de baixa órbita é possível obter esses dados de forma quase imediata, a partir de qualquer canto do planeta através de imagens de satélite em alta resolução reduzindo consideravelmente o custo dessas tarefas.

Com o aumento da inovação tecnológica é estimado que o mercado global de satélites de pequeno porte, tenha tendência a crescer rapidamente nas próximas décadas. Tais satélites permitem a aparição de novos projetos para a mais diversa gama de operações espaciais, sendo que alguns deles possuem potencial para uma gigantesca melhoria e desenvolvimento na pesquisa transformacional, tendo tudo isto como epicentro a inovação tecnológica.

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade