Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

O surfista carioca Felipe Cesarano, que chegou a ser preso após provocar um acidente que vitimou o sargento da Marinha Diego Gomes da Silva , perdeu o seu principal patrocinador após o caso.

Apoiado a mais de 10 anos pela Rusty, o “Gordo”, como é conhecido no mundo do surf, teve o contrato finalizado pela marca nessa terça-feira (22).

Em nota oficial, a empresa confirmou a decisão. “Em reunião realizada, foi decidido que devido aos acontecimentos recentes, a Rusty está encerrando o contrato de patrocínio com Felipe Cesarano”, escreveu.

O problema começou na última quarta-feira, quando Gordo colidiu contra o carro do sargento, no sentido Zona Sul da Autoestrada Lagoa-Barra, Rio de Janeiro. De acordo com as investigações da polícia, o surfista estava embriagado ao volante. Além disso, durante o perícia, o esportista deu risada e falava de forma “repetitiva e confusa” .

Diante disso, chegou a ficar detido por um dia no presídio de Bangu, mas teve liberdade provisória concedida pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro , desde cumpra algumas medidas obrigatórias.