Mesmo ganhando do Atlético-MG por 4 a 3, o Grêmio é rebaixado no Brasileirão e jogará a Série B em 2022 – Porto Alegre 24 horas

Mesmo ganhando do Atlético-MG por 4 a 3, o Grêmio é rebaixado no Brasileirão e jogará a Série B em 2022

Pela terceira vez, o Grêmio vai jogar a série B.
Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Diante de mais de 30 mil torcedores presentes na Arena, o Grêmio venceu o já campeão brasileiro, Atlético-MG, por 4 a 3, em jogo válido pela última rodada do campeonato. O resultado positivo, no entanto, não foi suficiente para livrar o Tricolor do seu terceiro rebaixamento (antes, caiu em 1991 e 2004), e assim, o time será o único representante gaúcho na Série B no ano que vem.

Além da vitória, que de fato veio, para permanecer na elite do futebol brasileiro, o Grêmio, precisava que Juventude e Bahia perdessem os seus jogos, contra Corinthians e Fortaleza, respectivamente. O Fortaleza começou perdendo, mas virou a partida. Já o Juventude, venceu o Timão, no Alfredo Jaconi, e jogará a Série A pelo segundo ano consecutivo em 2022.

Veja como ficou a tabela do Brasileirão:

1) Atlético-MG – 84
2) Flamengo – 71
3) Palmeiras – 66
4) Fortaleza – 58
5) Corinthians – 57
6) Bragantino – 56
7) Fluminense – 54
8) América-MG – 53
9) Atlético-GO – 53
10) Santos – 50
11) Ceará – 50
12) Internacional – 48
13) São Paulo – 48
14) Athletico-PR – 47
15) Cuiabá – 47
16) Juventude – 46
17) Grêmio – 43
18) Bahia – 43
19) Sport – 38
20) Chapecoense – 15

Jogo:
Com 20 minutos do primeiro tempo, o Grêmio fez 3 a 0 no Galo, que levou um time reserva, mas longe de ser fraco, pois contava com nomes do quilate de Vargas, Sasha, Savarino, Tchê Tchê, todos sempre atuantes na equipe titular. Mas, o desespero gremista deixou o time gaúcho acesso, indo pra cima e não dando tempo do Atlético respirada.

O gol do Bahia diante do Fortaleza e o empate que seguia entre Juventude e Corinthians deixaram o Tricolor abalado. O Alvinegro, campeão brasileiro, foi pra cima e marcou dois gols antes dos 35 minutos, com Dodô e Vargas.

Douglas Costa polemizou com o Grêmio durante a semana apagou postagens, mas tentou “limpar a barra” com o torcedor mostrando a camisa, demonstrando amor depois de marcar o quarto gol do time gaúcho.

Com a torcida gremista desesperada com o rebaixamento, ainda houve tempo para Borja perder um pênalti e Hyoran diminuir para o Galo: 4 a 3 e rebaixamento decretado.

Carta aberta:
Após a confirmação do rebaixamento, a diretoria gremista publicou uma carta aberta em que pede desculpas ao seu torcedor e promete uma “profunda reformulação”.

‘O momento é de dor para cada um dos mais de 10 milhões de gremistas
espalhados pelo Rio Grande e pelo mundo. Dor e indignação — sentimentos
mais do que legítimos e que precisam ser ouvidos e respeitados.

Nossa obrigação é pedir desculpas, reconhecer os erros e trabalhar com humildade e energia para corrigir os rumos e enfrentar os desafios que 2022 nos impõe. Temos plena consciência do que nos aguarda. Tenham certeza de que todas as medidas serão adotadas, sem exceção.

No mesmo peito em que hoje bate a dor deste momento, também bate a paixão e o amor que nos moveram em todos os 118 anos de nossa história — das grandes e consagradoras conquistas aos episódios de bravura e superação
inacreditáveis.

Que ninguém ouse duvidar de nossa grandeza. Mas não será pela camisa pesada, pelas taças no armário ou pelo tamanho de nosso clube que retornaremos ao lugar que nossa história exige. O Grêmio voltará pelo trabalho sério — com os pés no chão e fazendo o que precisa ser feito —, por uma profunda reformulação e pela força desta nação que nunca deixa de apoiar.

Não há caminho fácil para o tricolor, nossa trajetória está aí para comprovar. Mas é justamente na dificuldade que mostramos o que é o Grêmio — nossa coragem.”

Ficha técnica:
Grêmio: Gabriel Grando; Rafinha, Ruan, Rodrigues e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Lucas Silva, Douglas Costa, Campaz (Jhonata Robert) e Ferreira; Diego Souza (Borja). Técnico: Vagner Mancini.

Atlético-MG: Rafael; Guga, Micael, Nathan Silva e Dodô; Tchê Tchê (Neto), Calebe (Alan Franco), Dylan Borrero (Hyoran); Eduardo Sasha (Felipe Felício), Vargas e Savarino. Técnico: Cuca. (O Sul)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade