Grupo especialista em furto de celulares em grandes eventos foi desarticulado no Planeta Atlantida.
Connect with us

Polícia

Grupo especialista em furto de celulares em grandes eventos foi desarticulado no Planeta Atlantida.

Criminosos foram localizados furtando no Planeta Atlantida graças a tecnologia de GPS.

Publicado há

em

Créditos da foto da notícia: Polícia Civil / Repdorução.

Uma organização criminosa especializada em furtos de celulares em todo o território nacional foi desarticulada durante ação conjunta entre a Polícia Civil e a Brigada Militar. O grupo, com integrantes dos estados do Pará e São Paulo, agia em grandes eventos e havia furtado diversos celulares durante o Planeta Atlântida, no litoral norte do RS.

Uma das vítimas denunciou o furto de seu celular no evento. O celular foi rastreado e localizado pela Brigada Militar em um veículo no estacionamento do local. No interior do veículo foram localizados seis telefones IPhone e um telefone Samsung, onde foi constatado que eram furtados/roubados. A mulher que estava no veículo foi identificada e passou as informações sobre os comparsas.

Notícia Relacionada:  Domingo será de sol no Rio Grande do Sul

Através de monitoramento e acompanhamento ininterrupto, os policiais militares abordaram dois indivíduos com quatro malas de viagem na Avenida Júlio de Castilhos, já em Porto Alegre. Na mala dos indivíduos foram encontrados 52 aparelhos de celulares, 807 reais em dinheiro,  chips de várias operadoras, alguns óculos de sol e relógio. Nas malas também haviam roupas e calçados diversos, maquiagens, máquina de chapinha e algumas bijuterias. Dentro de uma das malas havia um tíquete de estacionamento de um veículo Onix que confere com o veículo apreendido no litoral horas antes da abordagem e prisão da mulher.

Segundo a delegada Flavia Faccini, os indivíduos foram autuados em flagrante delito pelo crime de furto qualificado pelo concurso de pessoas, pois ficou comprovado nos autos que os mesmos estavam cometendo furtos juntos na noite do dia 02 no Planeta Atlântida.

Notícia Relacionada:  Violência: assaltantes roubam carro com bebê de apenas oito meses dentro na Zona Norte da Capital

Conforme a investigação, o restante do grupo havia fugido para Porto Alegre logo após a prisão da mulher, com a intenção de deixar a cidade, sendo presos quando deixavam o hotel, onde eles estavam hospedados com inúmeros telefones celulares furtados no Planeta Atlântida, no dia anterior.

“O grupo, composto por duas mulheres e dois homens, estavam hospedados em Porto Alegre e se deslocavam diariamente para Xangri-Lá  para cometer os delitos”, disse a delegada.

Fonte: Polícia Civil

Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio