Rodrigo Nunis de Morais, de 38 anos foi preso em flagrante, nesta quarta-feira (14), em Cabo Frio, RJ, sob a suspeita de ter cometido três estupros no período de 10 dias em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do estado fluminense. Crimes ocorreram durante o mês de outubro deste ano. Segundo a polícia, Morais é acusado de violentar as vítimas, agredi-las com socos, tapas e estrangulamento. O suspeito tem anotações em sua ficha criminal por estupro, roubo, receptação, extorsão e porte de drogas.

Rodrigo era investigado pela equipe do projeto As Guardiãs da 132ª DP (Arraial do Cabo) e foi preso em uma ação da Polícia Militar, em Cabo Frio, para onde fugiu depois de abordar a terceira vítima. Ela conseguiu escapar após ser brutalmente agredida por ele. Com o suspeito, foram apreendidos um automóvel roubado e pertences das mulheres. No veículo, havia roupas íntimas femininas.

De acordo com a polícia, Rodrigo foi reconhecido pelas vítimas. As investigações apontam que ele circulava com um Celta prata por diferentes bairros de Arraial do Cabo, abordando mulheres nos pontos de ônibus, oferecendo o serviço de lotada. As vítimas eram levadas para as regiões de Monte Alto e Figueira, onde eram violentadas. O criminoso ameaçava as mulheres, dizendo que estava armado.

A delegada Patrícia Aguiar, responsável pelo caso, ressaltou que o suspeito preso é extremamente violento. Ela pediu que outras mulheres vítimas de estupro procurem a polícia:

– Além de estuprar as mulheres, ele as agredia. Inclusive, uma das vítimas, uma das mulheres estupradas, encontra-se terrivelmente debilitada fisicamente. É extremamente importante que as vítimas de estupro compareçam à delegacia para que possam reconhecer esse criminoso.

Jornal Extra