Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Um funcionário da funerária que preparou o corpo de Diego Maradona, velado nesta quinta-feira (26) na Casa Rosada, em Buenos Aires, foi demitido após a divulgação de uma foto em que ele aparece ao lado do caixão aberto, tocando o rosto do astro do futebol argentino.

Um dos maiores craques da história do futebol mundial, Maradona morreu aos 60 anos na quarta-feira (25), após sofrer uma parada cardiorrespiratória em casa, na cidade de Tigre.

O dono da funerária pediu desculpas à família de Maradona e disse, em entrevista, que o funcionário foi “despedido imediatamente”.

A imagem do homem fazendo sinal de positivo, com o caixão aberto, enquanto tocava o rosto de Maradona começou a viralizar no final da manhã desta quinta nas redes sociais e em grupos de WhatsApp.

O advogado e amigo de Maradona, Matias Morla, mostrou perplexidade com o caso e disse que o funcionário é “um canalha” e que não descansará “enquanto ele não responder por essa aberração”.

“Por conta da viralização da imagem de Diego em seu leito de morte, eu vou pessoalmente encontrar quem foi o canalha que tirou essa foto”, afirmou o advogado. “Todos os responsáveis por essa covardia vão ter que pagar”, ressaltou.

O Sul