Homem vacinado contrai covid; médico diz que imunização requer mais tempo – Porto Alegre 24 horas

Homem vacinado contrai covid; médico diz que imunização requer mais tempo

Ele foi a uma instalação hospitalar de exames rápidos e recebeu um resultado positivo de Covid-19 um dia após o Natal, disse à reportagem.
Foto: Freepik

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Um enfermeiro do Estado norte-americano da Califórnia foi diagnosticado com coronavírus mais de uma semana depois de receber a vacina da Pfizer, noticiou uma filiada da rede ABC News na terça-feira, mas um especialista médico disse que o corpo precisa de mais tempo para criar uma proteção.

Matthew W., enfermeiro de 45 anos que trabalha em dois hospitais locais, escreveu no Facebook no dia 18 de dezembro que havia recebido a vacina da Pfizer, dizendo à filiada da ABC News que seu braço ficou dolorido durante um dia, mas que não teve outros efeitos colaterais.

Seis dias depois, na véspera de Natal, ele ficou doente depois de um plantão em uma unidade de Covid-19, acrescentou a reportagem. Ele sentiu calafrios e mais tarde teve dores musculares e fadiga.

Ele foi a uma instalação hospitalar de exames rápidos e recebeu um resultado positivo de Covid-19 um dia após o Natal, disse à reportagem.

Christian Ramers, especialista em doenças infecciosas do Centro de Saúde da Família de San Diego, disse à filiada da ABC News que esta situação não é surpreendente.

“Sabemos, pelos testes clínicos da vacina, que demorará cerca de 10 a 14 dias para se começar a desenvolver uma proteção da vacina”, explicou Ramers.

“Aquela primeira dose, achamos que ela dá cerca de 50%, e você precisa daquela segunda dose para chegar a até 95%”, disse. (Reuters)

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade