Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

Em meio à corrida pela fabricação e distribuição de vacinas contra a covid-19, Cuba anunciou medida que vai na contramão dos protocolos de imunização adotados em todo o mundo. Isso porque o governo pretende vacinar não apenas sua população, como também estender a programa de vacinação a turistas.

O anúncio foi feito na última quarta-feira, 3, pelo diretor do Instituto Finlay, estatal responsável pela produção da Soberana 02, que deve ser aprovada pelas órgãos reguladores em março.

No vídeo, veiculado pela emissora venezuelana Telesur, Vicente Verez, anunciou que a Ilha pretende fabricar 100 milhões de doses do imunizante cubano. “Os turistas terão a opção, se quiserem, de vacinar-se em Cuba também”.

Ainda de acordo com o governo socialista, as doses da Soberana 02 serão enviadas para aliados políticos como Venezuela, Irã, Vietnã e Índia.

Combate à covid

Além da Soberana 02, que encontra-se na segunda fase dos testes realizados no Irã, Cuba trabalha pela aprovação de outras quatro vacinas. Em função da queda de novos casos, o governo pretende prosseguir os testes em outros países, afim de experimentar a eficácia da vacina em populações com diferentes distribuição demográfica e etária.

Com população de aproximadamente 11 milhões, Cuba apresenta resultado eficaz no combate ao vírus. Ao apostar na política de lockdown, o país conseguiu segurar a contaminação: registra 29.529 casos e 220 óbitos causados pela Covid-19, segundo dados da Universidade John Hopkins.

Catraca Livre