Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Foi necessária uma pequena ajuda da Lua Cheia para liberar o gigantesco navio de carga Ever Given que estava preso no Canal de Suez.

Por quase uma semana, a embarcação, com 400 metros de comprimento e lotada de containers ficou presa no Canal de Suez bloqueando a passagem de outras embarcações e prejudicando a economia global. Uma escavadeira que ficou minúscula perto da massiva embarcação e gerou milhares de memes pelo mundo todo tentava escavar um dos lados do canal para assim liberar a embarcação.

Até mesmo do espaço, a bordo da Estação Espacial Internacional que fica a cerca de 400 km acima da superfície terrestre, todos os olhos se voltavam para o Ever Given. O cosmonauta russo Sergey Kud-Sverchkov, que está na ISS desde outubro publicou fotos em sua rede social mostrando o tamanho do problema que o navio causou e como ele podia ser apreciado até mesmo do espaço.

O astronauta escreveu que esse era um dos temas mais discutidos nas redes de notícias, quando um dos maiores cargueiros do mundo estava bloqueado uma das linhas de navios mais movimentadas do planeta. Ele disse também que especialistas estavam tentando de tudo para liberar o navio.

A ESA lançou imagens do satélite Sentinel-1, comparando o tráfego no canal antes e depois do navio ter ficado preso, e de acordo com a Associated Press levariam 10 dias para liberar o canal.

Além disso, satélites da empresa MAXAR observaram toda a movimentação dos barcos de apoio tentando liberar espaço para o navio manobrar.

Todo esse esforço feito aqui na Terra, teve uma ajudinha da mecânica celeste.

O Canal de Suez, como todos os corpos de água da Terra, sobre o efeito de maré, onde ocorre uma elevação e uma descida no nível da água, a maré é um efeito gerado pela relação que a Terra tem com seus vizinhos cósmicos, principalmente a Lua e o Sol.

As marés são mais extremas quando a Terra se alinha com ambos, com o Sol e com a Lua, e os dois objetos acabam exercendo uma força gravitacional mais forte no nosso planeta. Pelo fato da água se mover mais facilmente em resposta a essa força, as marés são mais notadas com facilidade nos corpos de água da Terra. Quando a Lua está na sua fase cheia ou nova, a sua força gravitacional é somada com a do Sol, resultando em efeitos mais extremos das marés, tanto de maré alta como de maré baixa.

No domingo, dia 28 de março de 2021, a Lua estava na sua fase Cheia. Além disso, a Lua Cheia do domingo dia 28, foi uma Lua Cheia que aconteceu perto do ponto mais próximo da Lua na sua órbita ao redor da Terra, o perigeu, que acontece nesta terça-feira, dia 30 de março, por isso, essa Lua é chamada carinhosamente de Super Lua.

Isso quer dizer que o efeito de maré foi ainda mais extremo, e foi o empurrãozinho cósmico que o Ever Given precisava para se soltar. De acordo com o New York Times, o Canal de Suez pode ter tido uma elevação no nível da suas águas de 46 centímetros acima do normal.

Um dos especialistas que estava participando da campanha de resgate do Ever Given disse que a maré intensa ajudou e muito soltar o navio e fazer com que ele voltasse a navegar pelo canal.

Ele disse que ter a força da natureza empurrando o navio junto foi crucial, e que a força da natureza foi mais intensa do que a força das embarcações puxando o Ever Given.

E agora, graças a Lua, graças à Super Lua, o Ever Given está navegando novamente, desbloqueando o Canal de Suez e fazendo a economia voltar a se movimentar.

O Sul