Carro movido a hidrogênio da Toyota bate recorde e desbanca carros elétricos com 1,360 km de autonomia – Porto Alegre 24 horas

Carro movido a hidrogênio da Toyota bate recorde e desbanca carros elétricos com 1,360 km de autonomia

O carro movido a hidrogênio da Toyota bateu o recorde de autonomia, capaz de viajar 1.360 km com o tanque cheio e foi reconhecido esta semana pelo Guinness Book of Worlds Records.
Foto: Foto/Reprodução Toyota

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

O carro movido a hidrogênio da Toyota bateu o recorde de autonomia, capaz de viajar 1.360 km com o tanque cheio e foi reconhecido esta semana pelo Guinness Book of Worlds Records.

O Toyota Mirai é um sedã que completou uma viagem de ida e volta de 1.360,378 km no sul da Califórnia, com seu tanque cheio de 5,65 kg de hidrogênio.

O modelo é um dos vários carros a hidrogênio disponíveis no mercado, sendo sua primeira geração sendo lançada em 2015, e a sua segunda geração no ano passado (2020).

Ciclo de testes da EPA, dos Estados Unidos
O ciclo de testes da Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos Estados Unidos dá ao veículo um alcance estimado de 646 km, porém com a nova distância, esse número é excedido em mais de 110%.

Entretanto, não há nenhuma indicação sobre qual foi a velocidade média em que o veículo viajou para reduzir o consumo e conseguir quebrar o recorde.

A corrida ocorreu durante dois dias em agosto deste ano (2021), porém somente foi verificada pelo Guinness Book of World Records nesta semana.

A marca ultrapassou o recorde anterior verificado por outra entidade em maio deste ano, que havia sido obtido por outro Toyota Mirai na França, em uma distância de 1003 km.

No segundo dia de viagem, o veículo percorreu circuitos de direções locais, onde registraram um total de 600 km, passando pelo trânsito da manhã e da tarde na rodovia de San Diego.

Carro movido a hidrogênio da Toyota traz ótima sustentabilidade
Durante os dois dias de viagem, a Toyota focou em trazer uma direção eficiente, ao consumir no total 5,65 kg de hidrogênio (que equivale a 244 km por galão de gasolina).

O Mirai emitiu somente água como subproduto, não emitindo nenhum dióxido de carbono (CO2), trazendo uma grande sustentabilidade em comparação aos outros veículos.

Segundo a empresa, um veículo com motor de combustão tradicional teria produzido mais de 300 quilos de dióxido de carbono para percorrer essa mesma distância.

Fonte: Click Petróleo e Gás

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade