Repórter pede demissão da ESPN por se recusar a tomar vacina contra o novo coronavírus – Porto Alegre 24 horas

Repórter pede demissão da ESPN por se recusar a tomar vacina contra o novo coronavírus

‘Não vou sacrificar algo em que acredito e sustento com tanta força para manter uma carreira’, disse a jornalista estadunidense Allison Williams
Foto: Reprodução | Instagram

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A repórter Allison Williams anunciou no último sábado, 16, que pediu para deixar a ESPN dos Estados Unidos por se recusar a ser imunizada com a vacina contra o novo coronavírus. Em vídeo postado no Instagram, a jornalista explica que a sua decisão tem relação com o fato de querer engravidar de seu segundo filho.

Confira nossos perfis no Instagram, TwitterFacebook e Telegram e tenha acesso a todas nossas notícias.

Segundo a profissional, a vacina poderia atrapalhar o seu objetivo pessoal. “Meu pedido de acomodação foi negado pela ESPN e pela The Walt Disney Company. A partir da próxima semana, estarei me separando da empresa”, disse. “Crença é uma palavra na qual tenho pensado muito ultimamente, porque além das apreensões médicas em relação ao meu desejo de ter outro filho em relação a receber esta injeção, também estou moral e eticamente não alinhada com este mandato”, completou.

Em desabafo, Williams relatou que a Disney comunicou em abril que todos os seus funcionários deveriam receber o imunizante. Diante da exigência, a jornalista de 37 anos preferiu deixar o seu posto na emissora de esportes. “Eu realmente tive que cavar fundo e analisar meus valores e minha moral e, em última análise, preciso colocá-los em primeiro lugar.

Não posso colocar um salário acima dos meus princípios. Não vou sacrificar algo em que acredito e sustento com tanta força para manter uma carreira”, assegurou a profissional. No Brasil, o comentarista Paulo Antunes, que é especialista em esportes americanos, gerou polêmica na semana passada ao fazer um discurso contra a vacina, durante participação do programa “ESPN League”. Após repercussão negativa nas redes sociais, com muitos internautas pedindo uma punição ao jornalista, ele se retratou, afirmando que foi mal. (Jovem Pan)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade