Mulher morre dentro de casa e tem corpo devorado por seus 20 gatos – Porto Alegre 24 horas

Mulher morre dentro de casa e tem corpo devorado por seus 20 gatos

Ela ficou desaparecida por pelo menos duas semanas; animais foram resgatados em péssimas condições
Foto: Reprodução/The Sun

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Uma russa, cuja identidade não foi revelada, foi devorada por seus 20 gatos depois que morreu dentro de casa, em Bataysk, na Rússia. Segundo reportagem do jornal inglês “The Sun”, ela não era vista por vários dias e, preocupados, seus amigos e empregados denunciaram o desaparecimento. Policiais foram até a residência dela, mas já encontraram apenas os restos mortais da vítima parcialmente comidos.

Conforme a reportagem, a mulher era criadora de gatos da raça Maine Coon, que são animais de grande porte. Os felinos eram mantidos dentro da própria casa.

A investigação apontou que, após desmaiar, ela morreu e permaneceu na casa pelo menos por duas semanas. Assim, os gatos passaram dias sem ser alimentados e, famintos, acabaram comendo o cadáver da mulher.

“Os gatos foram deixados sozinhos por duas semanas, não havia comida, então o que mais comer? Eles comeram o que tinha”, disse um dos oficiais entrevistado pelo “The Sun”.

Alguns gatos foram encontrados em péssimas condições de saúde e foram resgatados pelos oficiais. Eles foram encaminhados para tratamento com veterinários. Já aqueles que estavam bem foram vendidos por 29 libras – aproximadamente R$ 180.

Os gatos da raça Maine Coon são grandes e chamam a atenção por sua natureza passiva e gentileza com os donos. Porém, cientistas descobriram que se os donos de gatos morrerem dentro de casa, correm o risco de serem devorados pelos felinos famintos. Essa conduta foi confirmada pelos pesquisadores depois que dois gatos comeram pedaços de cadáveres em decomposição em um centro de pesquisas no Colorado, nos Estados Unidos.

Na ocasião, dois gatos se alimentaram dos corpos ao longo de várias semanas, sendo que preferiram os tecidos dos braços, do peito e dos ombros. “A principal teoria é que os gatos são comedores exigentes”, disse a cientista Sara Garcia, autora do estudo.

“Uma vez que eles encontram uma comida que eles gostam, eles vão ficar com ela por um longo tempo”, ressaltou a pesquisadora.

O “The Sun” destacou que há outros casos de pessoas que moravam sozinhas e acabaram sendo devoradas por seus gatos famintos depois do óbito. Em 2013, uma mulher que morreu em sua casa perto de Southampton, no Reino Unido, também teve partes inteiras do corpo comidas por seus três gatos ruivos. (Metro News)

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade