Variação de temperatura e escassez de chuva marcam julho – Porto Alegre 24 horas

Variação de temperatura e escassez de chuva marcam julho

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp




O mês de julho foi um dos mais secos desde 1951. O volume de chuva registrado não chegou a 15% da média histórica que é 121,7 milímetros. O mês também foi marcado pela alternância de temperatura.
O comportamento meteorológico registrado no mês de julho variou entre temperaturas próximas de 0°C e longos dias de temperaturas altas chegando a ultrapassar a marca dos 30°C. De acordo com o Sistema Ceic Metroclima, esse cenário foi resultado da atuação de vários bloqueios atmosféricos,  que são amplas massas de ar seco que impedem o retorno da chuva ao Estado. Ao mesmo tempo provocaram um corredor de ar quente do centro do país até Porto Alegre. Os nevoeiros, que se estenderam até boa parte do dia, também foram formados por resultado desse sistema de bloqueio atmosférico.
A meteorologista Estael Sias ressalta que o que aconteceu em julho é bem diferente do normal para essa época do ano: “Desde 2012, o mês de agosto é considerado como um dos meses mais secos e de temperaturas altas. Esse fenômeno se antecipou, mas o prognóstico para agosto é que o volume de chuva se mantenha abaixo da média histórica que é 140 milímetros”, explica  (PMPA)




Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade