Emergências em Porto Alegre têm problemas de superlotação

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp





As Emergências em Porto Alegre seguem tendo problemas com superlotação e falta de leitos. Nesta semana, o Grupo Hospitalar Conceição orientou à gestantes que buscassem a realização de partos, que buscasse outras maternidades. Os 13 pacientes internados lá, dispunham de 8 leitos, a partir do último balanço.

Este problema se estende para as emergências pediátricas. Todos os hospitais que atendem pelo Sus tem suas emergências superlotadas. A situação mais complicada é no Hospital Santo Antônio. As 20 crianças em situação de internação, atualmente dispõem de 11 leitos. Uma ocupação de mais de 180% por cento da capacidade. As unidades de Pronto Atendimento tendem a ser locais de situação mais tranquila. Atualmente dos 17 leitos disponíveis, 9 estão ocupados, de acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde.

Nas emergências adultas a situação é ainda pior. Apenas o Hospital da Restinga trabalha abaixo de sua capacidade, tendo 18 leitos, para 17 internados. A situação mais tumultuada é no Hospital de Clínicas, onde 97 pacientes têm 41 leitos a disposição. Uma ocupação de 236%. Contando todos os hospitais, 183 leitos estão disponíveis para 288 pacientes internados na emergência adulta. (Band RS)