Emergências em Porto Alegre têm problemas de superlotação

Emergências em Porto Alegre têm problemas de superlotação

Compartilhe esta notícia





As Emergências em Porto Alegre seguem tendo problemas com superlotação e falta de leitos. Nesta semana, o Grupo Hospitalar Conceição orientou à gestantes que buscassem a realização de partos, que buscasse outras maternidades. Os 13 pacientes internados lá, dispunham de 8 leitos, a partir do último balanço.

Este problema se estende para as emergências pediátricas. Todos os hospitais que atendem pelo Sus tem suas emergências superlotadas. A situação mais complicada é no Hospital Santo Antônio. As 20 crianças em situação de internação, atualmente dispõem de 11 leitos. Uma ocupação de mais de 180% por cento da capacidade. As unidades de Pronto Atendimento tendem a ser locais de situação mais tranquila. Atualmente dos 17 leitos disponíveis, 9 estão ocupados, de acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde.

Nas emergências adultas a situação é ainda pior. Apenas o Hospital da Restinga trabalha abaixo de sua capacidade, tendo 18 leitos, para 17 internados. A situação mais tumultuada é no Hospital de Clínicas, onde 97 pacientes têm 41 leitos a disposição. Uma ocupação de 236%. Contando todos os hospitais, 183 leitos estão disponíveis para 288 pacientes internados na emergência adulta. (Band RS)



Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade