Vereadores debatem situação do bairro Cidade Baixa

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp





A convivência entre moradores, comerciantes e frequentadores do bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre, vem causando polêmica. No último dia 16 de julho, uma ação da Brigada Militar para liberar o trânsito na rua João Alfredo terminou em confusão. Bombas de gás foram utilizadas para dispersar o público, resultando em correria pelas vias da região.

Para resolver esta questão, a Frente Parlamentar da Segurança Pública Municipal propõe o debate a respeito das questões que envolvem o bairro. Segundo a vereadora Comandante Nadia, do PMDB, que ocupa a presidência da Frente, o comércio ilegal é o problema atual da Cidade Baixa: “Onde há o bar, há iluminação e movimentação. Nas ruas onde não tem estabelecimento comercial, a via fica deserta e a iluminação não é tão boa. Nessas ruas adjacentes, vemos um número crescente de furtos e de roubos, mas ainda a preocupação é que o problema não ocorre com os bares e restaurantes que estão com o alvará legalizado e sim de alguns outros que não poderiam nem ter alvará, acabam desprestigiando”.

A proposta inicial é fiscalizar o alvará dos estabelecimentos comerciais e combater, uma a uma, as irregularidades que conturbam o relacionamento entre moradores e frequentadores da Cidade Baixa. A Frente, que organiza uma força tarefa para regularizar a situação do bairro.

“Também solicitamos de novo aquele cadastramento dos guardadores de carro, falamos dos moradores de rua e estamos incluindo a FASC nessa força-tarefa. Falamos também de alguns pontos de tráfico de drogas que sabemos que existem e estamos incluindo o DENARC”, frisa a vereadora.

Uma nova reunião está marcada para a próxima semana, com o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Ricardo Gomes. (Band RS)